São Paulo 1 x 3 São Bernardo

Sobe

GANSO: vou colocá-lo aqui, apesar do segundo tempo ruim que fez. Mas o primeiro tempo foi de um autêntico meia, chutando de média distância, marcando um belo gol, dando assistências, fazendo o jogo rolar. Depois se perdeu. Não é nem nunca voltará a ser o gênio que foi no Santos, mas é qualificado e acima da média.

 

Desce

EDGARDO BAUZA: é treinador de time pequeno. Quer jogar retrancado, mas nem isso consegue fazer. Tirou um atacante para por um volante (Centurion por Wesley). Então tomou o gol de empate e partiu para o desespero, sem abrir o time, pois colocou Rogerio no lugar de Mena, quando deveria tirar um volante. Só fez isso quando já perdíamos de 2 a 1, colocando Kardec no lugar de Thiago Mendes. Mas tudo já estava perdido. Não consegue dar padrão ao time.

CALLERI: chegou cheio de moral, marcou um gol logo que entrou em campo contra o Cesar Vallejo, outros dois na partida seguinte contra o Água Santa. Aí passou a viver o jejum de gols, que teve seu ápice hoje com o pênalti perdido e as matadas constantes de canela. Horrível.

 

Paulo Pontes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.