Versátil e decisivo em clássicos: veja como Everton fortalece o São Paulo

Anunciado na última terça-feira (17) como mais novo reforço do São Paulo, o meia-atacante Everton chega ao Morumbi com a expectativa de mudar o time tricolor de patamar. Duas características do atleta podem ser decisivas para que isso ocorra: versatilidade e eficiência em clássicos.

Aos 29 anos, Everton pode atuar tanto como segundo atacante quanto como meia, além de ter facilidade de transitar entre as pontas de ambos os lados. Foi assim que desempenhou papel de destaque no Flamengo desde 2014. Nessa segunda passagem pelo time da Gávea, marcou 34 gols em 204 partidas.

Em um cenário mais radical, por suas características ofensivas e velocidade, Everton pode funcionar até como um ala esquerdo no esquema com três zagueiros recentemente implementado pelo técnico Diego Aguirre.

São Paulo desembolsou R$ 15 milhões para contar com Everton pelas próximas três temporadas (Foto: SPFC/Divulgação)

Vestindo a camisa rubro-negra, Everton também se destacou pelo desempenho diante dos três arquirrivais do Flamengo. Anotou quatro gols contra o Fluminense, três diante do Botafogo e dois no Vasco, o que é um bom prenúncio para a torcida tricolor, ansiosa por voltar a ter um goleador em clássicos.

Apesar de chegar com status de titular, Everton terá concorrência no São Paulo. Valdívia, Cueva e Marcos Guilherme normalmente se revezam na posição em que o recém-contratado está mais acostumado a atuar.

No entanto, é possível que nenhum dos três termine a temporada como jogador do São Paulo. Marcos Guilherme e Valdívia estão emprestados por Atlético-PR e Internacional até junho e dezembro, respectivamente, e Cueva pode ser vendido após a Copa do Mundo caso desperte o interesse de algum clube estrangeiro.

Assim, a tendência é que Everton ganhe espaço na equipe de forma imediata. Há a possibilidade, inclusive, de o meia-atacante reforçar o Tricolor contra o Atlético-PR, nesta quinta-feira, no Morumbi, pelo jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Para isso acontecer, entretanto, seu nome terá de ser publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até a véspera da partida.

Em 245 jogos pelo Flamengo, Everton marcou 37 gols, sendo nove em clássicos (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Sentindo-se desvalorizado em relação a outros atletas do Flamengo, Everton trocou um clube que disputa a Copa Libertadores de 2018 por outro que não se classificou para a competição continental. De acordo com o diretor-executivo de futebol Raí, o meia-atacante se insere na nova política de contratações do Tricolor.

“Everton é mais uma peça-chave de um São Paulo que pensa grande, que está criando uma identidade, com personalidade forte, para pensar em objetivos ambiciosos”, afirmou o dirigente, em nota divulgada pelo clube, que já havia tentado a contratação do jogador em 2017.

Além de Raí, Diego Aguirre não economizou nos elogios ao seu novo atleta. “Temos um reforço espetacular e seguramente ele vai dar muita alegria ao São Paulo. Todos nós do futebol gostamos de um jogador de classe, desse nível. Tenho certeza que não há um que não goste de como o Everton joga. Estamos esperando com os braços abertos, porque vai jogar muito” , celebrou o uruguaio.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

5 comentários em “Versátil e decisivo em clássicos: veja como Everton fortalece o São Paulo

  1. Precisamos de mais desses tipo.. Aliás contratem o Valdívia de uma vez coloquem jogadores de moeda. O jogado mostro amor pelo clube e muita vontade e disposição sem conta com a qualidades técnica que tem.

  2. Excelente contratação reforçada pelas previsões de perdas que teremos nos vencimentos dos empréstimos do Valdivia e Marcos Guilherme e podemos ter
    com o não acerto com o Militão e as vendas do Cuevas e Rodrigo Caio.

  3. Acredito que foi uma boa contratação. Alguns comentaristas estão apregoando que foi muito dinheiro para um jogador dessa idade, afirmação com a qual eu não concordo. Ele não é uma promessa, como é o caso do Jean, que até poderia dar em nada. É um jogador consolidado e que vem de 3 temporadas excelentes. Sua versatilidade vai ajudar muito. Os tempos atuais privilegiam jogadores multifuncionais. A era dos PH Ganso está definitivamente encerrada. Os jogadores modernos, como Liziero, Militão e agora o Everton, têm que estar preparados para atuarem em funções diferentes, mesmo que numa mesma partida. Parabenizo a diretoria de futebol por essa boa contratação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.