Tricolor não vence Peixe fora desde 2014, mas defende tabu de 23 anos

Lá se vai mais de um ano e meio que o São Paulo não vence o Santos na condição de visitante. Foi no dia 23 de novembro de 2014 a última vez que o clube do Morumbi obteve o feito. Desde então, foram cinco clássicos na Vila Belmiro, dos quais saiu como perdedor em três.

Naquela ocasião, o Tricolor perseguia o Cruzeiro na luta pelo título do Campeonato Brasileiro, que terminaria com o bicampeonato consecutivo da equipe mineira. O San-São, válido pela 36ª rodada, teve como palco a Arena Pantanal, em Cuiabá – o time da Baixada vendeu o mando -, onde o jovem Gabriel Boschilia, então com 18 anos, fez o gol do triunfo são-paulino por 1 a 0 aos nove minutos do segundo tempo.

Se o tento não serviu para evitar o caneco da Raposa, ao menos garantiu o time comandado por Muricy Ramalho – atualmente aposentado da profissão de técnico – na Copa Libertadores da América de 2015. Os únicos remanescentes da equipe que bateu o Peixe no Mato Grosso são o meia Michel Bastos, que inclusive substituiu Boschilia naquele duelo, e o volante Hudson.

Além deles, Rogério Ceni, Paulo Miranda, Antônio Carlos, Edson Silva, Reinaldo, Auro (Denilson), Ademilson, Alexandre Pato (Luis Fabiano) e Osvaldo entraram em campo pelo Tricolor naquele clássico. No ano seguinte, a equipe da capital sofreu um grande desmanche, principalmente na era do técnico Juan Carlos Osorio, que perdeu oito jogadores por transferência.

O garoto Gabriel Boschilia foi o autor do gol da última vitória tricolor sobre o Peixe como visitante (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
O garoto Gabriel Boschilia foi o autor do gol da última vitória tricolor sobre o Peixe como visitante (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

No fim de 2015, Ceni confirmou aposentadoria, Alexandre Pato teve o contrato de empréstimo encerrado, sendo obrigado a voltar ao Corinthians e posteriormente cedido ao Chelsea, da Inglaterra, por seis meses, e Luis Fabiano rumou à China, onde defende atualmente o Tianjian Quanjian, da segunda divisão do país asiático. Já Boschilia acabou vendido ao Monaco, da França, por 9 milhões de euros (R$ 34,7 milhões à época), em agosto do ano passado.

O Tricolor terá mais uma chance de superar o Peixe longe de seus domínios a partir das 16 horas (de Brasília) deste domingo, quando as duas equipes farão o San-São de número 300, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro e a ser realizada no Pacaembu. Os dois elencos chegarão juntos ao estádio municipal para promover o “Clássico da Paz”, que será acompanhado de perto apenas pela torcida santista.

Como alento à torcida são-paulina, o Tricolor não perde para o Peixe no Pacaembu desde 1993, há 23 anos, quando foi batido em confronto pelo Campeonato Paulista. Desde então, o time do Morumbi acumula três vitórias e um empate. No último clássico entre as duas agremiações no gramado municipal, em 1999, o São Paulo derrotou o Santos por 2 a 1, pelo Estadual.

Confira os últimos seis resultados do San-São em que o Tricolor atuou como visitante:

Santos 0 x 1 São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro de 2014, na Arena Pantanal
Santos 0 x 0 São Paulo, pelo Campeonato Paulista de 2015, na Vila Belmiro
Santos 2 x 1 São Paulo, pelas semifinais do Campeonato Paulista de 2015, na Vila Belmiro
Santos 3 x 0 São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro de 2015, na Vila Belmiro
Santos 3 x 1 São Paulo, pelas semifinais da Copa do Brasil de 2015, na Vila Belmiro
Santos 1 x 1 São Paulo, pelo Campeonato Paulista de 2016, na Vila Belmiro

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.