SPFC deve ser pote 2 na Libertadores; só 3 brasileiros devem ser “cabeças”

Apesar de ter oito representantes na Copa Libertadores da América de 2020, o Brasil só deve conseguir garantir três vagas de cabeças-de-chave. O complexo ranking da Conmebol, que leva em conta o desempenho dos últimos dez anos e também critérios históricos, aponta que apenas Flamengo, Palmeiras e Grêmio estarão no pote 1 do sorteio dos grupos. Tricampeões, São Paulo e Santos devem ficar no pote 2.

O sorteio está marcado para o dia 17 de dezembro na sede da Conmebol, no Paraguai. Para que todos os cabeças-de-chave sejam definidos, é preciso esperar o desempenho do River Plate na Copa Argentina. Se for campeão diante do Central Cordoba, entra direto na fase de grupos e no pote 1. Se perder, vai para as fases preliminares e, automaticamente, para o pote 4.

Se o River for campeão, os integrantes do pote 1 seriam, além dos “Millonarios”: Flamengo, Palmeiras, Grêmio, Boca Juniors, os uruguaios Nacional e Peñarol e o paraguaio Olimpia. O Santos poderia pleitear uma vaga caso o River não seja campeão da Copa Argentina, mas o Cerro Porteño, também do Paraguai, somou mais pontos no ranking neste ano e deve superar o Peixe.

A tendência é realmente que o São Paulo e o Santos fiquem no pote 2. Já o Athletico Paranaense, que se classificou para a Libertadores por ter sido campeão da Copa do Brasil, está no pote 3. Os outros dois brasileiros classificados são Corinthians e Internacional, mas como entram na segunda fase preliminar, caso avancem para a fase de grupos, estarão no pote 4.

O ranking final só deve ser divulgado dias antes do sorteio. O São Paulo poderia brigar por uma vaga no pote 1, mas a eliminação precoce para o Talleres neste ano, ainda na segunda fase preliminar, fez o Tricolor despencar.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.