São Paulo perde outra na Arena da Baixada, mas sai vivo

O São Paulo perdeu mais uma na Arena da Baixada, mantendo o jejum de nunca ter vencido no estádio. Mas, pelo que se viu em campo, o 2 a 1 a favor do Atlético-PR, nesta quarta-feira, pode até ser comemorado.

O Tricolor caiu na troca de passes do time do técnico Fernando Diniz e levou 2 a 0, com gols de Pablo, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Paulo André, aos 15 da etapa final. Mas Tréllez diminuiu, aos 18, e deixou a equipe de Diego Aguirre com chance de avançar na Copa do Brasil, no dia 19, se vencer por, ao menos, dois gols de diferença no Morumbi – vantagem paulista de um gol leva a decisão para os pênaltis.

Na roda e na armadilha
O São Paulo caiu totalmente no jogo do Atlético-PR. Era mais do que previsto que Fernando Diniz teria um time com intensa troca de passes e três zagueiros, liberando os alas para aumentar a força na frente.

Em um 4-3-3 travado, o Tricolor passou o primeiro tempo correndo atrás da bola e, quando a tinha, apostava em lançamentos que nem obrigaram o goleiro rival a fazer defesa.

Quando sentiu que o adversário estava recuado demais, o Furacão trocou passes mais para trás e, aos 23 minutos, um lançamento de Sidão foi cortado por Paulo André e Rodrigo Caio deixou Pablo com tempo para decidir errado, falhar no passe e ficar com a sobra para abrir o placar.

Vacilo com a bola
Após abrir o placar, o Furacão deixou um pouco mais a bola com o São Paulo, que ficou mais à frente e voltou do intervalo com postura mais incisiva. Mas a própria defesa tricolor errava demais.

Aos 15 minutos do segundo tempo, após escanteio, Reinaldo acabou ajeitando na pequena área para Paulo André, de costas para o gol, esticar o calcanhar e fazer 2 a 0.

Enfim, acordou
Aguirre já tinha sacado Petros e Marcos Guilherme para colocar Régis e Cueva dois minutos antes de levar 2 a 0. E o resultado veio depois.

O Tricolor tinha mais força ofensiva e diminuiu com Reinaldo cruzando para Tréllez, aos 18.

E o time seguiu pressionando, mas não conseguiu empatar.

Agenda do São Paulo
No dia 12, na Argentina, o time estreia na Copa Sul-Americana, diante do Rosario Central.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2 X 1 SÃO PAULO
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data-Hora: 4/4/2018 – 21h45
Árbitro: Claudio Francisco Lima Silva (SE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Ailton Farias da Silva (SE)
Público/renda: 24.545 pagantes/R$ 650.115,00
Cartões amarelos: Militão, Rodrigo Caio e Reinaldo (SAO)
Cartões vermelhos: –
Gols: Pablo (23’/1ºT) (1-0), Paulo André (15’/2ºT) (2-0), Tréllez (18’/2ºT) (2-1),

ATLÉTICO-PR: Santos; Paulo André (Zé Ivaldo, aos 29’/2ºT), Pavez e Thiago Heleno; Jonathan (Camacho, no intervalo), Lucho González (Wanderson, aos 25’/2ºT), Raphael Veiga, Guilherme e Carleto; Pablo. Técnico: Fernando Diniz.

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Reinaldo; Jucilei, Petros (Cueva, aos 13’/2ºT) e Liziero (Hudson, aos 29’/2ºT); Marcos Guilherme (Régis Souza, aos 13’/2ºT), Nenê e Tréllez. Técnico: Diego Aguirre.

2 comentários em “São Paulo perde outra na Arena da Baixada, mas sai vivo

  1. Alias perder para eles virou mais que rotina na arena da baixada, e com o Fernando Diniz ja tivemos derrotas contra outros times que ele dirigiu, proposta dele muito boa, nosso time é travado e suscetivel a falhas o tempo todo, ai fica facil para qualquer adversario, se o Aguirre nao arrumar o setor de meio de campo com o defensivo corremos serios riscos de ja sermos eliminados na Copa do Brasil e no brasileiro vamos brigar de novo para nao cair.
    E olha que nem falei do meio para frente o ataque tem deixado a desejar, Trellez é esforçado, raça mas tem deficiencia tecnica muito grande e nossos jogadores nao sabem chutar a gol, muitas das vezes que chutamos de fora area e ate na risca da area o chutel foi muito acima do gol, ai vao falar que o gramado sintetico nao ajudar, pq seu Aguirre sabendo disso nao treinou em algum campo (emprestado) com esse tipo de grama para deixar os jogadores acostumados?
    Tivemos 1 semana para treinar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.