São Paulo deste domingo será bem diferente do que perdeu em janeiro

O São Paulo que enfrentará o Corinthians neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi, pelo jogo de ida das semifinais do Campeonato Paulista, será bem diferente daquele que perdeu para o rival no dia 27 de janeiro, no Pacaembu, pela quarta rodada da fase de grupos.

A principal mudança está no banco de reservas. De lá, Diego Aguirre comandará o Tricolor em seu primeiro clássico desde que foi contratado para ser o sucessor de Dorival Júnior. O uruguaio está indo para o seu terceiro jogo à frente da equipe, e chegou exigindo atitude dos jogadores, já notada na vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano na terça-feira.

E, enquanto vai tomando conhecimento das características do elenco são-paulino, aproveita para fazer testes em busca da formação ideal. Dentro de campo, sete alterações são esperadas em relação à escalação do primeiro Majestoso do ano. Duas delas se referem a Nenê e Tréllez, que não integravam o grupo naquela ocasião.

O meia e o centroavante, que foram bem no triunfo sobre o Azulão e ganharam moral com Aguirre, entrarão nos lugares de Cueva (seleção peruana) e Diego Souza, que ainda enfrenta dificuldades para se adaptar à função de centroavante no São Paulo, respectivamente.

Além da dupla, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo, Liziero e Lucas Fernandes devem atuar nas vagas de Rodrigo Caio (Seleção Brasileira), Anderson Martins (dores na região dorsal), Edimar (opção técnica), Petros (opção técnica) e Valdívia (estiramento na coxa esquerda). Assim, Sidão, Éder Militão, Jucilei e Marcos Guilherme serão os únicos remanescentes do clássico de janeiro.

Bastante mudado, portanto, o São Paulo tentará abrir vantagem nas semifinais diante de seu arquirrival, que, por ter feito melhor campanha até aqui, mandará o jogo de volta no estádio de Itaquera, na quarta-feira.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.