São Paulo cria novo departamento para evitar problemas com contratos

O São Paulo anunciou nesta terça-feira um novo departamento: a Superintendência de Gestão de Contratos, que terá a função de monitorar o fluxo de contratos assinados pelo Tricolor. A iniciativa faz parte do processo de modernização da gestão do clube, que inicialmente analisará o andamento do órgão, como uma espécie de “processo de experiência”.

Quem vai liderar o novo departamento do Tricolor é o advogado e contador Paulo Mutti. Ele terá a função de coordenar o desenvolvimento dos contratos, incluindo eventuais correções dos vínculos, medidas e ajustes para que não o clube não seja comprometido.

Recentemente, o São Paulo se envolveu em uma polêmica judicial por conta da contratação de Diego Souza. O Tricolor assinou com o meia-atacante pagando R$ 10 milhões ao Sport. O Fluminense, por sua vez, cobra 50% desse valor por conta de uma cláusula existente no contrato feito com o time pernambucano. No entanto, um e-mail de Marcelo Teixeira ao Sport, em nome do presidente do Fluminense, autorizava o empresário do jogador, Eduardo Uram, a negociar com o clube rubro-negro por apenas R$ 1 milhão. Ainda assim, a Justiça determinou que os supostos R$ 5 milhões que o Flu teria direito fossem depositados em juízo.

A Superintendência de Gestão de Contratos do São Paulo contará com o sistema CLM (Contract Lifecycle Management), Gestão do Ciclo de Vida dos Contratos em português. A plataforma fará o gerenciamento dos contratos desde a sua criação, possível renovação e encerramento.

A modernização da gestão do clube, iniciada com a implantação do novo Estatuto, culminou na profissionalização dos departamentos. Um dos exemplos desse novo modelo é o uso do SAP nos processos internos do São Paulo, sistema de gestão integrada tido como um dos mais modernos do mundo e utilizado por grandes instituições do futebol mundial, como Manchester City, Bayern de Munique e seleção alemã.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

 

Nota do PP: o Leco, realmente, é um sujeito que gosta de “apanhar”. No meio da discussão de mudar o estatuto em relação, por exemplo, a conselheiros que viram diretores executivos ou remunerados, ele vem e indica mais um, agora para cuidar de contratos. Ainda não sei se ele será remunerado ou não, mas é dar muito a cara para bater. Nada contra Paulo Mutti. Para mim um cara muito competente na área jurídica. O que parece é que Leco ficou com inveja do comentário duro que fiz contra Roberto Natel, e não quer ficar atrás.

6 comentários em “São Paulo cria novo departamento para evitar problemas com contratos

  1. E precisava um novo departamento para cuidar disso? `Para que serve uma diretoria de futebol com seus muitos “penduricalhos”?
    Sempre tem algum interesse não muito claro porém entendível…

    • Eu entendo diferente e deixo a seguinte pergunta: Análise e aprovação de contratos não deveria estar sob a égide da Diretoria Jurídica? Me parece que a resposta é ÓBVIA, assim como é óbvio que a intenção do Sr. Leco é a de abrigar a maior quantidade possível de conselheiros sob suas asas e, com isso, garantir votações favoráveis. A isso dou o nome de POLITICAGEM BARATA!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.