Quem sai, quem chega, quem pode sair, quem pode chegar

Com o fim do Campeonato Brasileiro, inicia-se o período de contratações do São Paulo para 2020. Sem muito dinheiro para investir em reforços, o Tricolor deve buscar jogadores pontualmente no mercado para tentar melhorar o nível do elenco. Algumas peças também devem sair ao longo das próximas semanas.

Esta reportagem será atualizada até o início do Campeonato Paulista.

Chegam

Ainda não há contratações confirmadas.

Saem

  • Lucas Kal (zagueiro) – renovou contrato de empréstimo com o América-MG

Podem chegar

  • Tiago Volpi (goleiro) – São Paulo pode exercer opção de compra até o final do ano)
  • Igor Vinicius (lateral São Paulo pode exercer opção de compra até o final do ano)

Podem sair

  • Hudson (volante)
  • Antony (atacante)
  • Walce (zagueiro)
  • Liziero (volante)
  • Arboleda (zagueiro)

Renovaram contrato

  • Reinaldo (lateral-esquerdo)
  • Antony (atacante)
  • Walce (zagueiro)

Voltam de empréstimo

  • Jonatan Gómez (meia-atacante) – atuou pelo CSA no Brasileirão
  • Paulinho Boia (atacante) – atuou pelo São Bento na Série B do Brasileirão
  • Tréllez (atacante) – atuou pelo Internacional no Brasileirão
  • Brenner (atacante) – atuou pelo Fluminense no Brasileirão
  • Shaylon (meia) – atuou pelo Bahia no Brasileirão
  • Léo Natel (atacante) – estava no Apoel, do Chipre, e estava emprestado

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Quem sai, quem chega, quem pode sair, quem pode chegar

  1. Vou tentar contribuir com o debate.
    Futebol não é matemática e jogador não é número. Salvo exceções, até craques passam por fases diferentes. Um jovem que desponta nas categorias de base lógico que tem maior chance que aqueles que compuseram o time e passaram despercebidos. Entretanto, pra grande maioria deles, a pior fase é a do acesso ao time principal e, constantemente, por falta de bons observadores e críticas de torcedores muitos não têm seus contratos renovados e têm que buscar outros clubes para trabalhar. Quem acompanha os bastidores tricolor pode fazer uma longa lista de ótimos jogadores formados na nossa base que foram dispensados e viraram ídolos em seus novos clubes.
    Piora as coisas quando são muito jovens e saem para jogar por emprestimos a times com piores condições dos serviços profissionais para treinamento, saúde e alimentação. Pesa também para os garotos a distância de familiares e amigos; a recepção dos colegas – principalmente da concorrência – e a qualidade do novo treinador .
    Tudo isto para dizer que, na minha opinião, o Diniz deveria, sim, abrir oportunidades para essa molecada que está voltando porque eles não vão ser piores que o Pato e o Hernanes e a soma total dos salários anuais deles não dá pagar o 13 salário dos dois veteranos. Enton…se. . .

  2. Penso que Diniz deveria observar melhor esses garotos que estão retornando, ainda são muito jovens e podem crescer muito. Basta ver a evolução de Antony, Igor Gomes, Luan…que já foram muito criticados no seu início e hoje adquiriram uma maior maturidade dentro de campo.
    Já Trellez e Jonatan Gómez estão bem longe do nível que o time precisa.

  3. Dos que voltam de empréstimo, só tranqueiras, os da base não serviram para São Bento, Bahia, Fluminense e Apoel, por coerência não devem servir para o São Paulo.

    Trellez e Jonatan Gómez deveriam pagar para jogar no São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.