Morumbi deve ganhar novos refletores e SP pensa em instalar telões

Ao divulgar relatório sobre um ano da atual gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva, o São Paulo apresentou planos de modernização para o Morumbi. O estádio completa 58 anos nesta temporada e já tem recebido alguns ajustes. O próximo passo está na troca dos refletores e pode passar até pela instalação de dois telões. Essas melhorias foram listadas nos trechos do relatório destinados aos executivos de estádio, Rafael Palma, e infraestrutura, Eduardo Rebouças.

A promessa é trocar, até o fim do ano todos os refletores por novos modelos, de LED, que geram custo menor e duram mais. Já a instalação dos telões ainda está em fase de estudos. O mesmo acontece com o plano de esticar o anel inferior do estádio para mais perto do gramado, algo que vem sendo analisado desde meados de 2016, mas que ainda não saiu do papel.

Até o momento, o clube já realizou melhorias no gramado e na drenagem do Morumbi, reformou 68 camarotes e pintou as cadeiras que estavam desgastadas nas arquibancadas – fará o mesmo no anel intermediário. Os amortecedores passaram por manutenção pelo valor de R$ 120 mil. Segundo o relatório do Tricolor, o orçamento previa investimento de R$ 2 milhões para trocar o equipamento.

Há ainda projetos para reforma dos vestiários, que também pode ser executada nesta temporada, e para construção de um edifício garagem. Recentemente, o clube decidiu abrir vagas da atual estrutura de estacionamento, normalmente dedicada a sócios, conselheiros e dirigentes, para comercialização pública. Em dias sem jogos, o pátio do portão 1 também atua como estacionamento. O local foi reformado após 30 anos e atende os clientes do Concept Hall.

Também foi iniciada a revitalização do Memorial das Conquistas. Além disso, o serviço interno de venda de alimentos e bebidas foi trocado. Foram 13 anos de parceria com o Habib’s, até a entrada da Team Eventos. O novo contrato teve o investimento inicial de R$ 500 mil da empresa e é 20% mais rentável do que o anterior, que ainda envolvia entrega de publicidade. A troca teve participação do diretor-executivo de administração, Rodrigo Gaspar.

Em 2017, segundo o relatório, o Morumbi apresentou superávit de R$ 8 milhões, sem incluir a venda de ingressos. O processo de modernização das estruturas físicas do clube passa também pelo CT da Barra Funda, que deve ganhar novos vestiários e uma área maior para o Reffis.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “Morumbi deve ganhar novos refletores e SP pensa em instalar telões

  1. Duas coisas que eu escuto desde meus 15 anos: Um telão no Morumbi e o Trem Bala ligando Campinas, SP e RJ.
    Sempre me pergunto: qual virá primeiro? Na realidade, temo que nenhum, pelo menos nesse meu ciclo pela Terra.
    Nesse período, o Morumbi até teve um único telão meia boca no alto da arquibancada, mas que dava torcicolo em que sentava nos setores amarelo e azul e não era visto pela maioria dos torcedores que ficavam nos anéis intermediário e inferior. Do mesmo jeito que veio, desapareceu.
    Melhor ficarem calados do que gerarem expectativa e fazer o clube passar (mais) vergonha com o assunto.

  2. A melhor melhoria que o Morumbi pode ganhar vai ser a inauguração da estação São Paulo / Butantã do metrô.
    Mas quando isso vai acontecer??? Já são quase 10 anos (ou mais) de atraso se levarmos em conta o cronograma original dessa obra…

    • Eu nao entendo quando afirmam que o Morumbi nao é confortável. Eu acho muito confortável. E, mesmo se nao fosse, o torcedor passa, no maximo, 3hs lá dentro. Nao da pra aguentar isso sem estar no maior conforto do mundo?

      Fora que “deixar o morumbi confortável” custaria caro, aumentaria o valor dos ingressos e nao levaria um unico torcedor a mais ao estadio. Eu nunca ouvi falar de UM que nao foi a um jogo por falta de conforto.

      O que falta é acesso por transporte publico, algo que deveria existir desde a copa do mundo. Isso falta e afasta o torcedor.

      Alem disso, sempre ouço reclamações de que o Morumbi não é coberto. So esquecem que 2/3 do estádio é coberto! E o anel intermédiario é, nao apenas coberto, como também extremamente “confortável”. Ano passo assisti um jogo lá (ha anos que so ia na arquibancada) e fiquei surpreso com a gourmetizacao. Tem televisão pra todo mundo, é coberto, assento confortável, sem fila nos banheiros (e era um jogo com mais de 40 mil pessoas)… Se alguem reclama de falta de conforto é pq nao frequenta esta parte do estadio.

      Quem quer “conforto” pode ir nas numeradas que vai encontrar. O que não da é pra cobrar ingresso barato e oferecer “conforto”. Entre os dois, prefiro ingresso barato.

      • Perfeita observação. E acrescento mais: essa história de estádio coberto é um modismo descabido imposto pelo tal ‘padrão FIFA’.
        Cito como exemplo a Arena Porco que é coberta e mesmo assim muito gente ainda toma chuva, sem contar que em dias de jogos com muita torcida, o torcedor é obrigado a ver o jogo de pé em TODOS os setores. Até processo por conta de torcedor ter se molhado com a chuva eles tiveram.
        Já visitei grandes estádios pelo mundo que são muito bonitos, que possuem estrutura de atendimento excelente, com lanchonetes, lojas, banheiros e assentos superconfortáveis que não possuem necessariamente cobertura para todos os torcedores. Cito um estádio em que conheci este ano pela primeira vez e gostei muito: o Yankee Stadium em NY. Eu diria que lá, menos de 1/4 do estádio é coberto, mas fiquei abismado com a estrutura disponibilizada aos torcedores. O modelo cairia muito bem para o Morumbi e não custaria tanto a adaptação.
        O maior problema mesmo do Morumbi é sim a questão de transporte público. Gostaria muito de sair de casa e ir até o estádio de metrô. Mas esse problema não é só para quem vai ao estádio. É para a maior para da população da cidade (talvez até para todo o Brasil). Penso que se nossos governantes responsáveis por obras de mobilidade urbana tivessem sido responsáveis pela construção das pirâmides do Egito, elas estariam até hoje inacabadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.