Lugano é apresentado no São Paulo como dirigente: “Muito orgulhoso”

Pela terceira vez na vida, Diego Lugano foi apresentado no São Paulo. Agora, porém, como novo superintendente de relações institucionais do São Paulo, na tarde desta terça-feira, no CT da Barra Funda. O uruguaio é o terceiro ex-jogador a assumir um cargo de gestão no clube, ao lado de Raí (executivo de futebol) e Ricardo Rocha (coordenador de futebol).

– Muito orgulhoso e feliz pela oportunidade do São Paulo. Vou reiniciar dentro do futebol. É um passo transcendental. A exigência e confiança do São Paulo me alegram. Essa ligação com o São Paulo aconteceu há 16 anos quando cheguei e tivemos um vínculo muito especial, além da bola, de ganhar ou perder, jogar bem ou mal. Compartilhamos valores, princípios, de como enxergar o futebol e a instituição como um todo, o que deveria oferecer ao torcedor e à sociedade, algo muito mais profundo, do que um simples resultado esportivo – disse Lugano.

– Essa era minha mentalidade como jogador e agora nessa função vou tentar implementar essa ideia, de ter essa ligação com a torcida, entre jogadores, funcionários, meninos da base, que seja algo mais profundo. Que o São Paulo crie grandes cidadãos e que transmitam coisas boas. Esse é o desafio – completou o uruguaio.

Lugano afirmou que tinha ofertas para continuar jogando, mas que ouviu sua família ao decidir aceitar o cargo no São Paulo:

– Tinha uma proposta para jogar na Ásia. Minha família falou “chega” de viajar pelo mundo. São Paulo, cidade e clube, nos deram muito respeito e qualidade de vida. É uma função muito espontânea, recebi do São Paulo. O que chega é muito natural. E essa continuidade da vida, com filhos e mulher aqui, foi natural. A vida foi desenvolvendo aqui e estou feliz e orgulhoso por isso.

Ele também demonstrou confiança na nova direção tricolor, com Raí e Ricardo Rocha.

– Você se faz forte de dentro para fora. Está se aprimorando muitas áreas, adquirindo tecnologias, profissionais de alta capacidade em todas as áreas, jogadores que chegam com um perfil mais São Paulo. Pessoas históricas na instituição, que ajudam a contribuir nesse perfil e maneira de pensar. Isso alimenta a acreditar num futuro promissor – afirmou.

– Há dificuldades financeiras, mas se ficar forte internamente o São Paulo é um monstro, todos têm medo de quando o São Paulo reagir, porque aí vai ter a hegemonia do futebol brasileiro e sul-americano. Mas para isso tem de mudar as coisas invisíveis aos olhos de vocês – completou.

Lugano, Ricardo Rocha e Raí no vestiário do São Paulo, no Pacaembu, no jogo contra o Corinthians, no último sábado (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Lugano, Ricardo Rocha e Raí no vestiário do São Paulo, no Pacaembu, no jogo contra o Corinthians, no último sábado (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Em seu retorno ao São Paulo, Lugano não ficará restrito ao futebol. A diretoria pretende que o uruguaio represente o clube em várias esferas. Nos países vizinhos, por exemplo, Lugano goza de prestígio em entidades como a Conmebol. Capitão da seleção uruguaia por quase uma década, ele poderá transitar nesses meios.

Como jogador, Lugano disputou 213 jogos pelo clube (194 como titular), com 110 vitórias, 50 empates e 52 derrotas, aproveitamento de 60% dos pontos.

Lugano acompanhou a delegação do São Paulo no clássico contra o Corinthians, no último sábado, no Pacaembu. O time perdeu o duelo por 2 a 1.

O ex-jogador tem ótima relação com Nenê, quarto reforço para 2018 – Tréllez é o quinto. O uruguaio e o meia atuaram juntos no PSG, da França, entre meio de 2011 e fim de 2012.

A relação entre eles se fortaleceu desde então. O uruguaio não negociou, mas passou referências ao São Paulo sobre o reforço. Agora, poderá ajudar em sua adaptação à equipe.

Lugano (à esquerda), com Nenê e Raí no CT do São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Lugano (à esquerda), com Nenê e Raí no CT do São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

A palavra do presidente

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, falou sobre o que espera de Lugano no novo cargo:

– Diego vai implementar nossos projetos, vai defender os princípios, filosofia e estrutura da instituição. É um passo maior, uma ousadia que o São Paulo comete no sentido de se alinhar à grande instituições do futebol mundial para ter essa figura que, não só vai atuar no campo, vestiário e diretoria, enfim, em todas as situações nas quais o clube será representado. É um reconhecimento de que ele, além dos que estão aqui, certamente trará uma identidade e qualificação ao São Paulo.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Lugano é apresentado no São Paulo como dirigente: “Muito orgulhoso”

  1. Espero que traga bons ventos ao Morumbi.
    A diretoria está reforçada, ok. Agora só falta mesmo o elenco…. o pessoal que resolve lá nas quatro linhas… como fica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.