Jogadores do São Paulo falam em corrigir erros, mas apontam evolução

Os erros estão sendo fatais para as derrotas do São Paulo nas avaliações de Arboleda e Nenê. Os dois creditaram os gols sofridos a falhas do time na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR. No primeiro, Rodrigo Caio perdeu uma dividida para Pablo. No segundo, Reinaldo deu a bola para Paulo André.

O Tricolor saiu atrás na quarta-feira, na Arena da Baixada, e tentará virar o placar no duelo de volta, em 19 de abril, no Morumbi, pela quarta fase da Copa do Brasil.

O empate classifica o Furacão, e uma vitória por um gol de diferença do São Paulo leva a decisão da vaga para os pênaltis– o gol marcado fora de casa não é mais critério de desempate.

– Os únicos erros que tivemos acarretaram em gol. É isso que não pode acontecer. Sabemos que um erro pode custar caro, como aconteceu da outra vez (na segunda semifinal do Paulistão, contra o Corinthians) e hoje (quarta-feira) também – disse Nenê.

– Acho que (melhorou) muito. O trabalho está sendo feito. As desconcentrações, os pequenos erros estão fazendo a gente perder o jogo, mas a garra que tem o time e a vontade de vencer estão fazendo efeito – afirmou Arboleda.

Nenê enxerga uma atitude diferente no São Paulo sob o comando de Diego Aguirre. O técnico, aliás, acredita que o time vai melhorar.

– Estamos evoluindo aos poucos. Estamos com outra postura. Isso é primordial. A nossa determinação de melhorar a cada jogo, de querer ganhar e mostrar… isso estamos fazendo. O resultado às vezes não condiz com o jogo, mas temos de aprender e não podemos errar. Temos de estar focados os 90 minutos. Um errinho está custando caro – disse o meia.

Tanto Arboleda quanto Nenê acreditam na possibilidade de o Tricolor virar o placar contra o Furacão no Morumbi.

– Nem sempre a gente ganha e temos que melhorar em vários aspectos. É algo normal, somos cientes disso e temos que trabalhar a cada dia para conquistar nossos objetivos. O importante é estar com a cabeça boa, porque foi apenas o primeiro jogo da decisão. Falta ainda a segunda partida e vamos com tudo para conquistar a vaga no Morumbi – afirmou o meia.

– Agora temos 90 minutos em casa. Acho que o São Paulo tem que sair igual, com um pouco mais de intensidade. Saber pressionar e virar o que aconteceu – disse o zagueiro.

Nesta temporada, o São Paulo atuou nove vezes no Morumbi: venceu seis jogos, empatou dois e perdeu um. Quatro das seis vitórias foram com dois gols de diferença, placar necessário para o Tricolor seguir adiante na Copa do Brasil.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Jogadores do São Paulo falam em corrigir erros, mas apontam evolução

  1. Diego Aguirre;

    Coloque de uma vez por todas o Lucas Perri como titular no gol!
    Se ele falhar 1 ou 2 vezes a torcida vai perdoar porque ele é do clube!Cria do clube!
    Se os europeus estão atrás dele é porque ele é bom mesmo!
    Garanto que será muito melhor do que o Sidão e Jean(2 meia bocas)
    Em poucos meses será o nosso titular absoluto !!!!!!!
    C hega de levar gols defensaveis que os 2 carregam! Parece que está voltando
    na era dos Denis/Chama-gol !!!!

  2. Alguém deve ter contratado um profissional do blá,blá,blá pra esse time, pois eh só isso que escuto depois das derrotas e fracassos.
    Tudo balela, mesmo papinho de sempre que o grupo está melhorando,que estamos fortalecidos e blá,blá,blá, futebol que eh bom, nada, soh vexames pra torcida que tinha orgulho desse clube e hoje passa vergonha.

    VÃO JOGAR MAIS E FALAR MENOS, SEUS ROLANDO LEROS DO KCT!!!

  3. SÓ CHORO,FALTA MUITO FUTEBOL,EM MATA-MATA SÓ TOMA.FINALIZAÇÃO DESDE O TEMPO DO ROGÉRIO CENI NÃO SABEM O QUE É ISSO.TEM QUE TREINAR MEIO EXPEDIENTE SÓ CHUTE NO GOL ATÉ APRENDER.TELÊ SANTANA EDUCOU O “CAFÚ” DESTA MANEIRA.MAS ESSE TÉCNICO TEM SUA CULPA,É MUITO MEDROSO ENGROSSA O MEIO DE CAMPO E SEPULTA AS FINALIZAÇÕES !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.