Jadson prevê recepção ruim na Bolívia após morte de garoto

Jadson acredita que a polêmica morte do garoto no jogo do Corinthians, na Libertadores, diante do San José, respingará no São Paulo. Kevin Espada, de 14 anos, morreu após ser atingido por um sinalizador que teria sido lançado da arquibancada corintiana. O meia espera que os bolivianos farão uma grande pressão em qualquer equipe brasileira que for atuar no país sul-americano daqui para frente.

A tabela da competição sul-americana marca um encontro entre São Paulo e The Strongest, na Bolívia, no dia 04 de abril, no estádio Hernando Siles, em La Paz.

“Os torcedores do São Paulo e a gente que vai jogar na Bolívia temos que ir para lá tranquilos. Mas claro que aconteceu isso daí e, a hora que chegarmos lá, a pressão vai ser um pouco forte. Mas temos que pensar na segurança dos torcedores e, quanto a isso, acho que não vai acontecer nada”, disse o meia.

Antes de ir para a Bolívia para enfrentar o The Strongest, o São Paulo receberá a mesma equipe nesta quinta-feira, pela 2ª rodada da fase de grupos da Libertadores. E o jogo já é encarado como uma verdadeira decisão pelos são-paulinos.

Tudo porque o time vem de derrota por 2 a 1 diante do Atlético-MG, no jogo marcado pelo gol que começou com Ronaldinho Gaúcho bebendo a água de Rogério Ceni. Uma derrota deixaria o time boliviano com seis pontos e mantém o zero na dos tricolores.

“É um jogo chave (nesta quinta-feira). Temos que conseguir a vitória de qualquer maneira para encostar nas primeiras colocações da Libertadores. O grupo está consciente disso e vamos tentar buscar essa vitória no Morumbi”, finalizou.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.