Jadson ignora polêmicas, curte boa fase e já mira feito inédito

Nas últimas duas partidas, o São Paulo ganhou um goleador. Jadson, com um gol frente ao Botafogo e outro diante do Goiás, foi um dos melhores jogadores nos dois compromissos.
Neste domingo, às 16h, no Morumbi, o meia espera repetir a dose. Fato inédito na carreira, já que por Atlético-PR e Shakhtar Donetsk (UCR) nunca anotou três gols em jogo seguidos:
– Acho que não. Três jogos seguidos, não. Vamos ver se sai. Se acontecer, ajudando a equipe, está beleza.
– Nos últimos dois jogos tive boa atuação, ajudei o pessoal na frente e acertei dois chutes. Estou em um caminho bom – completou o camisa 10, que nas respostas sempre divide os méritos com os companheiros.
Com dez assistências, Jadson é o garçom da equipe. Na estreia do Brasileirão, além do gol, também deu passe para Luis Fabiano marcar. Balançar rede era fato raro para o meia, que só tinha feito dois (tem 23 jogos), ambos ainda pelo Paulistão.
Durante a semana que viveu seu melhor momento dentro de campo, o camisa 10 também se envolveu em “polêmicas” com o técnico Leão. Primeiro, por divulgar pelo Twitter mensagem em que foi elogiado por um torcedor, mas o mesmo também fazia críticas ao técnico.
Depois, na chegada de Goiânia, ao dizer que teria de “matar um leão” por dia. O jogador diz que está tudo superado, e o que o último episódio seria o mesmo que falar “matar um tigre por dia”. Ele prefere esquecer e jogar bola.
Hoje, contra o Bahia, Jadson, que sempre pensa e divide os méritos com os companheiros, quer viver uma tarde de ”fominha”. Questionado se é melhor fazer o quinto gol (terceiro seguido) ou dar novo passe:
– Prefiro os dois (risos). Mas ajudar o time é mais importante. Tomara que seja como contra o Botafogo, quando dei assistência e marquei.
OS ÚLTIMOS DOIS JOGOS
Botafogo 4 x 2 São Paulo
Na estreia do Brasileirão, Jadson faz uma das suas melhores partidas pelo Tricolor. Além do gol que abriu o placar no Engenhão, ainda dá assistência para Luis Fabiano fazer o segundo de cabeça. Mesmo com bom rendimento, é substituído por Leão aos 30 minutos do segundo tempo, o que costuma acontecer na maioria das partidas. No gol, recebe passe de Lucas.
Goiás 2 x 2 São Paulo
Pelo segundo jogo seguido, Jadson deixa sua marca. Quarto gol em 23 confrontos, pela primeira vez em dois consecutivos. Com três zagueiros, meia ganha mais liberdade e marca menos. Assim, segundo Leão, teve mais “gás” para armar o time e até voltar em algumas jogadas. Mais uma vez foi substituído pelo técnico, que o sacou aos 47 minutos do segundo tempo.
BATE-BOLA
Jadson, meia do São Paulo, em entrevista exclusiva ao LANCENET!
Seu ponto forte são os chutes de fora da área, vindo de trás?
Minha característica é chegar armando, vindo de trás. Tem horas que o atacante entra, daí toca para mim e consigo fazer os gols. É um estilo meu e pude fazer nos jogos.
Como está fisicamente?
Já estou tranquilo. No começo foi um pouco difícil, mas agora está tudo certo. O tempo passa e você fica mais adaptado, mas daqui para frente só tende a crescer mais.
Espera fazer gol neste domingo, contra o Bahia?
Quero ajudar da melhor maneira possível, com passe para alguém fazer gol ou na bola parada. Quando tiver chance de fazer gol, vou chutar e tentar fazer para ajudar a equipe.
Prefere que o Leão escale três zagueiros ou três atacantes?
Já joguei em todas as formações, mas temos de esperar pelo técnico. Não sei o que ele pensa, mas temos de entrar para conseguir a vitória. Não podemos perder em casa.
Na maioria dos jogos, Leão costuma tirá-lo. Isso te incomoda?
Não. O Leão é grande treinador, mas é opção tática, para fechar a equipe. Essas trocas são do futebol e está certo em fazer. Ele vê o jogo e lê de uma maneira que precisa fechar. Todas as vezes que saí foi tranquilo. O Leão tem a forma de analisar o jogo e respeito. Não são todos que ficam felizes, mas sou tranquilo. Se for mudar, tem razão.
Estão superadas as “polêmicas” que se envolveu com o Leão ?
Não falei por mal (disse matar “leão por dia”). Uns levaram para o lado que não foi por mal, mas outros levam para o outro lado errado, o que sempre existe. Sobre o Twitter (divulgou mensagem que criticava o treinador) já passou e então quero continuar trabalhando em busca do meu espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.