Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020

Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020. O clube decidiu manter o treinador no cargo depois da classificação tricolor à fase de grupos da Libertadores da América – confirmada nesta quarta-feira, com boa atuação e vitória de 2 a 1 sobre o Inter no Morumbi.

O  Tricolornaweb havia antecipado na terça-feira que, caso o São Paulo ganhasse do Internacional, garantindo sua participação na fase de grupos da Libertadores, Diniz seria mantido no cargo, até por conta de um compromisso assumido entre ele e o clube quando da contratação.

A partida serviu para referendar o trabalho do técnico, que já tinha o apoio de Leco, presidente do clube, mas não contava com a certeza da permanência. A possível saída de Raí do cargo de diretor executivo de futebol aumentava a sensação de incerteza.

Pesou na decisão o forte apoio recebido por Diniz de diferentes jogadores, em manifestações públicas de elogio. Foi o que aconteceu depois do jogo contra o Inter.

Fernando Diniz tem 52% de aproveitamento no São Paulo. Em 16 jogos, foram sete vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Os números bastaram para o treinador cumprir sua principal missão no ano: colocar o Tricolor na Libertadores, de preferência na fase de grupos.

Diniz e seus comandados encerram a temporada no próximo domingo, às 16h, em Maceió, contra o CSA, já rebaixado à Série B. O São Paulo é o sexto colocado no Brasileirão, com 60 pontos.

29 comentários em “Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020

  1. Vocês que estão apoiando a permanência do Fernando Diniz, merecem estar há 11 anos sem ganhar nada, tomando pancada em clássicos e passando vergonha.

    Paulo Pontes, confesso que estou curioso sobre sua opinião.

  2. Jogar a Florida Cup esse ano pra mim foi um erro que o São Paulo se deu ao luxo de cometer,no próximo o período de treinos tem que ser melhor aproveitado.

  3. O São Paulo ganhou ontem, foi um bom jogo, destaque para o Igor Gomes e o Antony.
    Mas para mim está claro a falta de padrão de jogo, não gosto da escalação, não gosto do Tchê tchê sozinho de volante, prefiro com o Luan dando segurança para a zaga.
    As linhas são muitos espaçadas, não fluem de maneira organizada.
    O time não sufoca o adversário , não tem marcação alta, o adversário vem pro Morumbi e fica tocando bola lá atrás com a maior tranquilidade.
    Nos bons tempos, ninguém tinha essa tranquilidade quando vinha para o Morumbi.
    Outra coisa, quando o Inter fez o gol, o SPFC deu início no meio campo, tocou para trás até chegar no Volpi, que deu chutão para frente, entregando a bola, ou seja, desespero total.
    Por essas e outra que o Diniz não é técnico do SPFC.
    O último técnico que fez um trabalho decente foi o Aguirre.
    Obrigado por essa demissão Raí…

  4. Diniz é a pior opção possível e sua permanência é uma tragédia completa. Já vamos começar 2020 com uma queda de técnico e uma crise contratadas. Com sorte, Diniz cairá no Paulista antes de a Libertadores começar. Percebam o quanto isso estraga nosso período de festas. Encontrar o primo palmeirense no dia 25, acender uma vela pro Tricolor no Réveillon…
    Aos que ainda defendem essa farsa, alguns pontos. Diniz é pior que Felipão, Luxa etc. Há uma enorme diferença entre ser técnico ultrapassado e não ser técnico de verdade. Vide os números de Cuca, o cardíaco deprimido, que são beeeeem melhores que os de Diniz. Só isso já mostra a incongruência da diretoria. Na comparação, fica com o pior.
    Diniz é bizarro. Indefensável. Sua permanência atesta o vácuo mental e moral do clube.
    Dançamos.

  5. Vamos dar tempo para “mediocridade”.
    Ai é só fazer como Atlético e Fluminense e quando o time estiver lá na Zona de Rebaixamento em 2020 é só demití-lo e contratar outro para o lugar.
    É fazer aquilo que deveria ser feito tempos atrás.
    Diniz pegou o SP em 6º lugar e vai entregá-lo em 6º. Entretanto, pegou o time a 13 pontos do líder e vai entregá-lo na última rodada com uma diferença de 27 pontos a menos. Estava só a três pontos do Santos na tabela e vai entregá-lo com no mínimo 11 pontos atrás…
    Mas vamos dar tempo ao Diniz. Quem sabe daqui a 8 meses, como ele mesmo disse, já vamos estar no mesmo patarmar do Fluminense (tentando fugir do Z4?).
    É o mais perfeito exemplo da definição de insanidade: “fazer exatamente as mesmas coisas esperando resultados diferentes”…

  6. Não consigo entender a torcida. A anos estamos trocando o técnico a cada 4 meses e obviamente não evoluímos. Deixa o cara trabalhar tranquilo, vamos apoiar o treinador! Vcs conseguem trabalhar direito com milhares buzinando na sua orelha toda hora? A imprensa também é nojenta! Fica inflamando a massa! Vamos apoiar pq sem apoio fica muito mais dificil.

  7. O que pode sair da cabeça do Leco ?
    Sim, somente excrementos, cocô, bosta, merda e afins .
    Portanto, a escolha do Diniz é totalmente compatível com a cabeça do presidente fezes !

  8. Melhor ele que Abel, Felipão ou Luxemburgo. O primeiro é muito festejado embora venha acumulando fracassos dirigindo elencos caros, e está prestes a ser rebaixado. O segundo fugiu do chiqueiro tempos atrás pouco antes do time ser rebaixado e é o responsável pelo 7×1. O terceiro teve um início de carreira espetacular seguido de escândalos de suspeita de recebimento de dinheiro para indicar a contratação de atletas.

    Outro, Renato Gaúcho, não deveria nem ser considerado dada a história dele com o clube.

    E o Mano? Duas demissões em um ano no currículo e o cara vai ser a solução do SPFC? Perguntem aos cruzeirenses.

    Seria bom contar com Sampaoli ou outro técnico moderno de características ofensivas. Mas, não sendo possível, que fique o Diniz.

    Prefiro um cara que joga para frente, mesmo sem ter um currículo de sucesso, do que buscar um retranqueiro nessa ciranda ridícula de técnicos do futebol brasileiro.

    • Jogar para frente? Acho que não tenho assistido os mesmo jogos que você. Time caranguejo… só anda de lado. Não tem profundidade. Verticalidade só mesmo no uniforme dois. Enfim… um típico mau exemplo de subordinados que escolhem o chefe. Em micro-economia isso se chama subversão da ordem.

      • Perfeito Waldir! Eu também não vi esse time.
        Um time que em 16 partidas sob o comando do Diniz marca só 14 gols (e ainda por cima leva também 14 gols)? Uma média de menos de um gol por partida.
        Vale lembrar que contra o Ceará, que não ganha de ninguém, nós demos só 5 chutes ao gol, enquanto o adversário deu 18 chutes no nosso gol, tomamos sufoco na maior parte do tempo. Como comparativo, no jogo de ontem do Ceara contra o SCCP eles deram apenas 9 chutes no gol do SCCP e levaram 19 chutes no gol deles.

        • Não disse que o time está uma maravilha ou que está marcando muitos gols, disse que joga na frente. Não é óbvio que um time pode jogar para frente e ser pouco efetivo?Exceto por alguns jogos em que o time foi dominado pelo sistema adversário, o que se tem observado é um time que poderia chutar mais e melhorar os cruzamentos.

  9. Paulo Pontes, que tal montar um bolão, sem valer nada, onde os internautas possam apostar/registrar em que mês de 2020 o Fernando Diniz vai perder o emprego dele como técnico do São Paulo?

  10. O elenco que esta rasgando elogios pra esse treinador tem que ser cobrado, vão ter que correr e mostrar resultados já que esta tudo lindo.

    Quero só ver se ficar nessa oscilação e comodismo o clima vai esquentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.