Dorival vê Palmeiras superior e diz que campanha do São Paulo é vexatória

técnico do São Paulo, Dorival Júnior, reconheceu a superioridade do Palmeiras, no clássico desta quinta-feira, na arena alviverde, pelo Campeonato Paulista. Foi a terceira derrota em três clássicos disputados no torneio. O treinador classificou como vexatório o desempenho do Tricolor na primeira fase do estadual e minimizou a pressão pelos resultados ruins.

– Somos profissionais. A pressão faz parte do dia a dia e do trabalho. Vou conviver ganhando ou perdendo. A pressão é semelhante estando na ponta da tabela ou brigando em outra condição. No momento mais importante do São Paulo a diretoria confiou no meu trabalho. Conseguimos atingir todos objetivos propostos. Estamos em uma sequência que infelizmente não nos dá chance de trabalhar o time. Sinto falta disso, mas tenho de conviver, porque não teremos respiro até a parada da Copa do Mundo – afirmou.

– Sei que para um time como o São Paulo o número de pontos desse primeiro turno é vexatório. Não jogo a responsabilidade para ninguém. A diretoria tem acompanhado o trabalho no dia a dia e estamos nos entregando de todas as formas. É natural que eu tenha de reconhecer que o número de pontos está muito abaixo para o que seria aceitável – disse o técnico.

Dorival disse que o Palmeiras mereceu vencer o Choque-Rei desta quarta-feira e explicou as três alterações que fez ainda no intervalo. Entraram Shaylon, Nenê e Tréllez nas vagas de Hudson, Marcos Guilherme e Brenner.

– Foi o jogo de um time e temos de reconhecer. O Palmeiras foi superior do primeiro ao último minuto. O time que jogou é o que vinha atuando e fazendo os últimos resultados. A produção da primeira etapa não satisfazia ninguém e tivemos de fazer uma mudança radical para mexer com o time e com o brio de todos no intervalo. Foi o que tentamos fazer. Saíram três e poderiam ter saído outros três. Tínhamos de tentar algo para melhorar o que mostramos, muito aquém do que em outros momentos.

O técnico reforçou ainda que a boa atuação do rival impediu que o São Paulo tivesse qualquer reação ainda no primeiro tempo.

– Não é entrar apático. Entramos e a postura que o Palmeiras teve foi uma situação que nos vemos apertados desde o primeiro lance da partida. Esse foi o ponto principal que causou um desequilíbrio grande. O Palmeiras tomou conta completamente. Recuamos três bolas para o Jean em três minutos e ele deu chutão, coisa que não acontecia nos outros jogos. A postura do Palmeiras nos pressionou e a postura que eles tiveram que temos de reconhecer que não deu possibilidade de reação. Procuro fazer meu trabalho e dou o meu melhor. Alguns resultados não nos agradam, principalmente a forma como foi construído o resultado de hoje. Mas acredito que coisas boas ainda podem acontecer.

O São Paulo soma agora três derrotas em três clássicos disputados no Paulistão. Antes do Palmeiras, o Tricolor já havia sido batido por Corinthians (2 a 1) e Santos (1 a 0). A equipe lidera o Grupo B com apenas 14 pontos. Na classificação geral, o time é apenas o oitavo colocado, mas está classificado para as quartas.

– São jogos distintos. Hoje o Palmeiras mereceu e não há o que contestar. Contra o Corinthians tivemos chances de empatar e até virar. E contra o Santos jogamos os 90 minutos atacando. Foram partidas completamente diferentes. Não é normal perder clássicos dessa maneira. Estamos chateados, mas confiantes sempre. O trabalho não se resume a algumas partidas e muita coisa pode acontecer.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Dorival vê Palmeiras superior e diz que campanha do São Paulo é vexatória

  1. Não demitir o Dorival é atestado de incompetência do Raí.
    Ele até aqui na foi responsabilizado. Agora a culpa vai ser dele.
    Leco é um maldito.
    JJ jamais se omitiria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.