Diego Aguirre prepara mudanças no São Paulo para jogo contra o Furacão

O técnico Diego Aguirre prepara novidades na escalação do São Paulo para o primeiro jogo da quarta fase da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, na próxima quarta (4). Na reapresentação do elenco tricolor ao CT da Barra Funda, o uruguaio separou os titulares dos reservas e demonstrou que pode escalar três zagueiros para o duelo na Arena da Baixada.

Terminado o aquecimento, o treinador conversou com o grupo de jogadores e guiou os titulares de linha para um trabalho tático. O time foi formado com Éder Militão, Bruno Alves, Arboleda, Rodrigo Caio e Reinaldo; Jucilei, Liziero e Cueva; Nenê e Tréllez. Embora não tenha trabalhado com goleiros, Sidão – capitão do São Paulo nas semifinais do Paulista – deve permanecer na equipe.

Desta forma, o volante Petros e o meia-atacante Marcos Guilherme perdem suas posições e devem ficar no banco de reservas. O lateral Régis, contratado pelo São Paulo junto ao São Bento ficou no grupo dos suplentes, mas tem condições de fazer sua estreia pela equipe do Morumbi no meio da semana.

Os jornalistas tiveram acesso apenas ao aquecimento e à primeira parte dos trabalhos no centro de treinamento tricolor. Após a saída da imprensa, a comissão técnica fez um trabalho tático e técnico com o elenco e preparou a equipe para o duelo com o Atlético-PR.

Destaque do Tricolor na reta final da primeira fase do Paulistão, o meia-atacante Valdívia apareceu no gramado, mas trabalhou com um dos fisioterapeutas do clube e ainda não foi reintegrado ao elenco. O volante Hudson, que se recupera de dores no músculo adutor da coxa direita, treinou normalmente com seus companheiros, mas é dúvida para o jogo em Curitiba.

 

Fonte: Lance

10 comentários em “Diego Aguirre prepara mudanças no São Paulo para jogo contra o Furacão

  1. Muricibol funcionava porque tinha o Jorge Wagner pra cruzar e varios atacantes.
    Esse elenco não sei se da pra jogar no 352.
    Eu iria no 4141 mesmo
    Militao, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo
    Jucilei
    Marcos Guilherme, Liziero, Nenê e um atacante pelo lado
    Tréllez
    Cueva, Nenê ou Diego Souza em apenas uma vaga, nunca juntos
    Rodrigo Caio Banco
    E vamos pra cima

  2. Ele entendeu que fora de casa tem q jogar fechado, rifando a bola p o adversário.Priorizando a zaga e jogando por uma bola.
    Ta certíssimo !!!!
    O time da imprensa joga assim e ganha campeonatos desta forma

    • Eduardo, parece que ninguem percebe que desde quando Tite éra treinador la eles jogam assim, só mudou o nome do treinador o resto permanece.
      Eu sempre falei que jogar contra eles é só aplicar o mesmo remedio que não perde uma

  3. So’ de sairmos da mesmice
    ja estou feliz,
    ainda que nao vamos ganhar tres brasileiros consecutivos
    com certeza, mas ja’ temos o padrao de um time cascudo
    como o que vamos encarar.
    Da lle SAMPA.

  4. Agora sim um esquema tático moderno!!!!

    Não aquele 3-5-2 arcaico de futebol feio do Muricy que só ganhou 3 Brasileiro e chegou em uma final de Libertadores!!!

    Agora vamos ser campeão!!!!!

  5. Gostei dessa formação. O time ficará mais compacto. O único problema, a meu ver, é a inconsistência do Militão no apoio. Penso que ele não tem condições para atuar como ala. Nesse caso, a presença de um ala autêntico, caso do recém contratado Régis, se ajustaria melhor na proposta.

    • Desde quando um lateral de 30 anos vindo do São Bento é solução ? Deixa o bom Militao mesmo
      Tem que tirar a porcaria, lento e fraco do Rodrigo Caio, isso sim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.