Coadjuvante em polêmica, Edson Silva evita campanha por três zagueiros

O zagueiro Edson Silva foi um coadjuvante no polêmico caso do afastamento de Paulo Miranda pela diretoria do São Paulo. Foi o camisa 14 que herdou a vaga do “barrado” e também é ele o jogador que retorna ao banco de reservas com a volta do companheiro.
Titular na última partida em função de uma lesão muscular do zagueiro Rhodolfo, Edson Silva evitou fazer campanha para o técnico Emerson Leão armar a equipe com três zagueiros. No esquema, em teoria, o jogador assumiria a vaga de titular.
– Não dá para eu depender do esquema. O que o treinador fizer tá bem feito. Se preferir com três (zagueiros), vou entrar bem. Se não, vou esperar a oportunidade para manter a briga pela titularidade – disse.
– Treinador prefere eles, cara. No momento, tenho que respeitar a decisão. É uma disputa interna sadia. O treinador tem o modo de ver dele. Agora, ele prefere o Paulo (Miranda) e Rhodolfo, então só tenho que trabalhar – completou.
Na próxima partida do Tricolor, no dia 6 de junho, contra o Internacional, Rhodolfo deve retornar ao time titular. Paulo Miranda deverá ser mantido. Assim, Edson Silva, sem tomar partido ou clamar por uma mudança de esquema, deve seguir no banco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.