Após vaga, atletas do São Paulo se posicionam em peso a favor de Diniz

Todos os jogadores do São Paulo que conversaram com os jornalistas e foram questionados sobre Fernando Diniz após a vitória por 2 a 1 sobre o Internacional fizeram rasgados elogios ao treinador e defenderam sua permanência para 2020.

– Eu defendo com unhas e dentes a permanência dele. Além de ser um grande treinador, é um cara que trata a gente como ser humano e nos ensina a ser melhores a cada dia – disse o jovem Igor Gomes, que recuperou com Diniz o status de titular que havia perdido com Cuca.

– Eu falo isso de coração. Ele dá a vida pelo clube, pelos jogadores, pelos funcionários. Vocês não veem ali dentro o que esse cara faz, é uma coisa que eu nunca vi igual. Eu tenho que enaltecer o trabalho que o Diniz faz, acho que nunca treinei tanto na minha vida. Claro que os altos e baixos a gente não quer nunca, mas a gente trabalha para se consolidar e ele sabe disso, fica no CT até 9h, 10h da noite trabalhando. Ano que vem é um ano de consolidar – disse Vitor Bueno, que também virou titular com Diniz e marcou quatro de seus seis gols pelo Tricolor após a chegada dele

No São Paulo desde o fim de setembro, Diniz acumula sete vitórias, quatro empates e cinco derrotas (aproveitamento de 52%, um pouco menor que os 55,5% que Cuca registrou no Brasileirão). Por outro lado, o objetivo de classificar a equipe para a fase de grupos da Libertadores foi atingido com a vitória sobre o Internacional, o que torna a partida contra o CSA, às 16h de domingo, em Maceió, praticamente um amistoso.

O contrato do treinador foi feito com base nas normas da CLT e não tem prazo final estabelecido. A permanência dele para 2020 divide opiniões internamente e ainda deve ser discutida, mas hoje o mais provável é que seja mantido. Não se sabe se o cenário mudará com a iminente troca de Raí por Carlos Belmonte na diretoria de futebol.

– Nós acreditamos no Fernando, o clube acredita no Fernando. Não podemos trocar muito mais de treinadores. Muita troca de treinadores não é bom para o clube, não é bom para o time, e agora estamos fazendo um bom trabalho com Fernando. Há coisas que podemos melhorar e vamos melhorar. Temos que ser positivos, acreditar no nosso trabalho, confiar nele. Ele está dando todo o coração que tem por esse clube, assim como todo o time. Juntos com a torcida, faremos um grande ano em 2020. Temos que pensar positivo, não temos que ficar pensando em trocar, em não acreditar. Temos que estar mais juntos, porque ano que vem vai ser um grande ano para todos – disse o espanhol Juafran.

– A gente está muito feliz com o Fernando, é um trabalho que a gente já vê que tem resultado. A forma que ele gosta de jogar a gente gosta muito. Isso é algo que é com a diretoria, a única coisa que posso falar é que os jogadores estão felizes com o Fernando. Muito felizes mesmo – emendou Pablo.

As manifestações favoráveis a Fernando Diniz têm virado rotina no São Paulo. Há alguns dias, o goleiro Tiago Volpi disse que trata-se do melhor treinador de sua carreira. Daniel Alves, Igor Vinícius e até Hudson, que pouco joga, também já fizeram elogios. A diretoria leva tudo isso em conta: basta lembrar que a contratação dele foi sugerida pelas lideranças do grupo.

Fonte: Lance

5 comentários em “Após vaga, atletas do São Paulo se posicionam em peso a favor de Diniz

  1. Não podemos repetir o mesmo erro duas vezes… usar a mesma fórmula que acabou com o nosso ano. Em 2019 iniciamos com o Jardine, potencial gigante, mas sem currículo. Passamos vergonha na pré libertadores.

    Diniz tem potencial (menos que Jardine), e nenhum currículo, não ganhou nada de importante.

    O SP não é lugar pra aprender! Ser técnico do SP depois de Telê, Muricy, Cilinho… vc precisa ter lastro!

    Não vejo ninguém do Brasil com curriculo pra ser treinador do SP… precisamos buscar o Sampaoli, Osorio ou outros técnicos no exterior.

    SP deveria formar uma parceria com algum time da série B e mandar o Diniz pra ser técnico lá pra amadurecer os jogadores da base. Um Botafogo de Ribeirão, Santa Cruz, Atlético Goianiense … pra ser tricolor também.

  2. Vamos lá, o cara é boa gente, tem nível de instrução superior, é parça mesmo, e isso FIDELIZA o cliente. Agora cá para nós, o que ele pensa do futebol não dá para digerir. Um poeta em meio a matilha que permeia o futebol. Sinceramente, prefiro um boleiro, tipo Renato Gaucho para dirigir meu time!

  3. Complicado isso em…. entao se gostam tanto do cara tem que dar a vida em campo e começar a ganhar jogos…. o problema é que pelo o que vem acontecendo tudo leva a cré que ele de fato será nosso treinador em 2020. Porém se perder alguns jogos no paulistão já ira cair…. ai perdemos a pre temporada toda e vem um Mano ou Felipao da vida para comandar o restante da temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.