Aguirre diz que eliminação foi “uma tristeza”, mas elogia postura do time

O São Paulo esteve muito perto da classificação à final do Campeonato Paulista, mas levou um gol aos 47 minutos do segundo tempo e levou a pior na disputa por pênaltis. Depois da eliminação, o técnico Diego Aguirre comentou sobre o jogo e mostrou tristeza pela forma como time caiu.

– Foi uma derrota dura, porque estivemos muito perto da classificação. Futebol tem dessas coisas, pode ser em uma bola, nos pênaltis… É uma tristeza, mas estamos começando um trabalho e temos que tirar conclusões positivas disso – falou o técnico uruguaio.

Aguirre destacou ainda o pouco tempo que tem à frente do Tricolor. Contando os dois primeiros jogos, contra RB Brasil e CRB, nos quais ele orientou o auxiliar André Jardine por ainda não ter visto de trabalho, são seis jogos, com quatro vitórias e duas derrotas.

– Tem muita coisa para fazer. Futebol é dinâmico, parece que tenho muito tempo aqui, mas são só dez dias. O time começa a mostrar uma identidade, melhoramos defensivamente. Temos que trabalhar, aceitar a derrota e sermos fortes para jogar o que temos pela frente, aprender com a derrota e trabalhar – acrescentou Aguirre.

Sobre a polêmica com Carille, que reclamou no primeiro jogo, no Morumbi, de não ter sido cumprimentado pelo técnico do São Paulo, Aguirre colocou um ponto final.

– Tudo tranquilo, teve a cortesia que eu aceitei (Carille foi ao vestiário do adversário entregar um presente). Eu não estava pensando nisso em nenhum momento, é um assunto encerrado, não tenho nada para falar, eu sei que ele é boa pessoa e acabou – completou o uruguaio.

Veja o que mais rolou na entrevista de Aguirre:

Sobre Liziero

– Pênalti erram os craques, erram todos. É uma boa surpresa, de alto nível, e temos que parabenizar porque não é fácil ser um menino como ele e jogar jogos tão importantes como ele fez.

Parte tática

– O adversário jogou bem, tem experiência, muito tempo juntos. Eles controlaram bem a posse. Eu gostaria que o time fosse mais para frente, mas não foi possível.

E agora?

– Perdi e ganhei desse jeito. Temos que pensar nas próximas coisas que temos pela frente. O São Paulo tem o pensamento de ser protagonista, e vamos trabalhar para isso.

O gol do Corinthians

– Eu não vi o lance, mas acontece. Nem sempre o maior cabeceia. É uma virtude do jogador deles. Não posso falar que é imperdoável, todos cometemos erros, mas claro que perder assim é duro e vai ser difícil dormir. Mas temos que nos preparar para o que vem pela frente.

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Aguirre diz que eliminação foi “uma tristeza”, mas elogia postura do time

  1. So achei que no segundo tempo, não pressionamos o Corinthians e jogamos muito atraz, Se jogássemos como nos 30 minutos iniciais, tenho certeza que teríamos empatado ou ate vencido o jogo. Pena que recuamos muito, uma hora iria sair o gol do timinho.

  2. Parabéns ao Aguirre, conseguiu com elenco fraco em 1 semana fazer um time competitivo para um duelo de mata-mata!

    O time teve postura, mas não alma de vencedor e isso não vai mudar tão cedo!!!!

    Leco, seja homem uma vez e vai cuidar do fim da sua vida, vai desfrutar seu dinheiro!!!

  3. Um time precisa ter no mínimo uma grande referência, o cara do time, que passa confiança para o grupo. As vezes o treinador manda o time partir pra cima, mas os caras não vão pelo fator psicológico, falta de confiança, é instintivo, os caras nem fazem por sacanagem, é o instinto, a falta de confiança.

    Me lembro de uma entrevista do Careca falando sobre quando o Maradona não jogava como o comportamento do time todo mudava, como a confiança ficava abalada e os caras começavam a jogar pra trás e errar tudo pq não tinha o cara que resolveria no campo, o cara que liderava o grupo.

    Enquanto esse time não tiver uns 2 caras desse no grupo, nem precisa ser um super craque, mas o cara que tem poder de desequilibrar, a coisa não vai andar. Hoje sem investimento esse ataque não vai render, desses 3, o são paulo deveria ir atrás de 2, Pato, Calleri e Bernard. O Pato é o mais difícil, Bernard está livre e Calleri termina o empréstimo agora, é hora de investir uma grana para consertar esse time, aproveita que vai entrar uma grana do Cueva no meio do ano e aplica no time.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.