São Paulo 1 x 1 Grêmio

Sobe

CHAVEZ: marcou um golaço e correu o tempo todo. Ganhou várias bolas da zaga, deu assistência, enfim, buscou o jogo e foi o melhor do time.

CUEVA: mesmo nitidamente cansado, errando alguns passes e tendo dificuldade para dominar algumas bolas, ainda é diferenciado. Numa jogada pode decidir o jogo. Tentou, mas não teve tanta felicidade. Entretanto, merece permanecer aqui.

Desce

DENIS: cobrou todos os tiros de meta com chutão para a frente. Errou todos, literalmente todos. Num deles, o Grêmio acertou o contra-ataque e marcou o gol. Claro, porque quando o goleiro bate o tiro de meta, o time está posicionado para disputar a bola no ataque, portanto, saindo. Se o adversário pega, é contra-ataque. O pior é que ele não bate para a lateral. Bate para o meio de campo.

HUDSON: jogou pouco tempo, é verdade. Mas conseguiu perder o gol da vitória de maneira bisonha, dando um chute, com o gol praticamente vazio, para fora do estádio. Isso não pode ser jogador profissional, que treina o dia inteiro só fazendo isso.

RICARDO GOMES: tomou um banho do Renato Gaucho. O time jogou bem no primeiro tempo. Mas o técnico gremista mudou tudo no vestiário e o Grêmio dominou completamente o segundo tempo, matando o São Paulo.

 

Paulo Pontes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*