Antonio Crlos desvaloriza veto ao Moisés Lucarelli: ‘Não muda nada’

O zagueiro Antonio Carlos, do São Paulo, desvalorizou o veto da Conmebol ao Moisés Lucarelli após pedido do clube do Morumbi, para a partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana, contra a Ponte Preta. Segundo o defensor, a mudança de campo imposta pelo regulamento, que exige capacidade mínima para 20 mil torcedores, não terá efeito positivo para os atletas são-paulinos.

“Joguei lá uma vez nesse ano, o campo estava bom. Problema, mesmo, acho que é capacidade. Para a gente, dentro de campo não muda nada. Não sei se vamos tirar proveito de alguma coisa, acho que para a gente não muda nada”, falou o zagueiro, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda.

A Ponte Preta criticou o São Paulo após saber da Conmebol, na sexta-feira, que o Moisés Lucarelli não poderia receber a decisão da semifinal, no dia 27, por ter capacidade para apenas pouco mais de 17 mil pessoas. Segundo o presidente Márcio Della Volpe, faltou diálogo para que as partes se entendessem sem um pedido do São Paulo à entidade Sul-Americana.

Alternativa da Ponte Preta para a segunda partida do confronto continental, o Romildão, em Mogi Mirim, também corre risco de sofrer novo pedido de veto são-paulino. Isso porque o estádio tem capacidade máxima de 19.900 pessoas segundo o Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) e de acordo com laudo técnico da Federação Paulista de Futebol.

Para Antonio Carlos, o jogo desta quata-feira, às 21h50, no Morumbi, representará a partida mais importante da temporada para o São Paulo. Ele também ressalta que a Ponte poderá jogar com mais intensidade por enfrentar já muita dificuldade para fugir do rebaixamento.

“Há um tempo atrás a gente estava focado e estava muito difícil. Hoje colocamos um gosto na boca do torcedor. Muitos dizem que foi muito ruim, então para a gente é o jogo do ano. Vai todo mundo feliz para o natal”, afirma o zagueiro, que faz a ressalva: “De repente eles desistem de lutar contra o rebaixamento e se focam na Sul-Ameircana. É o jogo do ano para eles também”, complementa.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*