Wallyson testa laboratório estadual sem incomodar Aloísio por vaga

Com a suspensão de Luis Fabiano em função do cartão vermelho recebido na partida diante do Arsenal de Sarandí, o atacante Wallyson garante que não disputa a vaga de centroavante, mas a outra pelos lados do campo, considerando Ganso e Jadson titulares no meio. Assim, segundo o time ideal do camisa 29, Aloísio seguiria como titular, mas ocupando a função do Fabuloso nos próximos jogos da Copa Libertadores.

Para ser mais um jogador alçado ao time titular por ter aproveitado o laboratório do Paulista, Wallyson tenta corresponder às expectativas a dez dias do confronto diante do Strongest, pela quinta rodada do torneio continental.

Em 2013, sem esquema definido após a saída de Lucas, Ney Franco testou a maioria das mudanças do São Paulo que disputa a Libertadores em partidas do Campeonato Paulista. Atualmente na liderança do torneio estadual, o treinador não esconde que o utiliza como laboratório para a disputa continental. A condição anima os jogadores do Tricolor que buscam oportunidades no time titular, como Rodrigo Caio, Rafael Toloi, Edson Silva, Carleto, Maicon, Ganso e agora Wallyson.

Anunciado pelo Tricolor no dia 11 de janeiro, o ex-atacante do Cruzeiro chegou ao CT da Barra Funda se recuperando de uma cirurgia no tornozelo esquerdo e, por isso, só conseguiu estrear em março, diante do Penapolense. Cortado do clássico contra o Palmeiras, Wallyson teve sequência nas últimas três rodadas do Campeonato Paulista, ao começar jogando contra Oeste, São Bernardo e Bragantino.

 

Fernando Dantas/Gazeta Press

Wallyson começou jogando contra Oeste, São Bernardo e Bragantino e já pensa em ser titular na Libertadores

“Eu não sou acostumado a jogar dentro da área, jogo pelas pontas, mas se precisar, vou procurar fazer o melhor para ajudar. Vamos deixar para o Aloísio essa função, porque ele tem mais força, gosta mais. Vou procurar meu espaço pelas pontas”, garantiu Wallyson, otimista poraproveitar as chances no time: “Cheguei aqui com os pés no chão, trabalhando forte pra quando aparecer oportunidade. Graças a Deus venho entrando nos jogos e vou trabalhar para ajudar a equipe”.

Sem incomodar Aloísio pela vaga de centroavante na Libertadores, Wallyson ainda não sabe se terá a chance de começar jogando diante do Strongest, na próxima quinta-feira: “É difícil falar agora, porque joguei só três jogos de saída. Mas é como sempre falei: estou aqui para ajudar o São Paulo. Se o professor Ney me escolher vou estar pronto pra jogar, mas vamos esperar até o dia 4”.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*