Walce, que marcou golaço de falta, diz se inspirar em Nenê

Nagoleada do São Paulo sobre o Corinthians na final da Copa do Brasil sub-20 neste sábado, um dos destaque do Tricolor foi o jovem Walce. O zagueiro anotou um golaço de falta, mandando de longe no ângulo do goleiro Diego e ampliou o placar para 3 a 0.

Após a partida, o jogador agradeceu o apoio da família e ressaltou o trabalho a longo prazo construído na base do São Paulo, com três finais nas últimas três competições, e exaltando seu ex-treinador André Jardine, que agora trabalha como auxiliar técnico na equipe principal do Tricolor.

“Não tem coisa mais linda do que chegar em um clássico e poder ajudar meus companheiros com um gol de falta. E ainda mais com a família, que veio de longe, de Cuiabá”, comemorou o zagueiro. “Desde de que o Jardine entrou, ele fez um grande trabalho e deixou um grande fruto para a gente poder carregar. Então hoje, a gente está coroando um trabalho que começou há dois, três anos atrás. Sabemos o quanto trabalhos e o quanto merecemos ganhar esse título”, pontuou em entrevista à ESPN.

Perguntado sobre o golaço de falta, Walce revelou os dois jogadores em quem se inspira, mas não deixou de exaltar também seu próprio talento: “Eu vejo vários jogadores batendo falta como o Ronaldinho Gaúcho, o Nenê, do São Paulo, também é um grande batedor de falta. Mas eu trabalho comigo mesmo, sozinho, e eu achei minha batida de falta e fui feliz hoje”, concluiu.

Outro destaque da partida foi Toró. O meia fez gol, deu assistência e só faltou fazer chover no Morumbi. Após o jogo, o jogador exaltou e agradeceu o apoio da torcida: “A gente está muito feliz por essa conquista, porque a gente batalhou muito para chegar aqui. A gente que é um orgulho que dar para essa torcida, que sempre nos apoia, independente do momento, bom ou ruim. E a gente já vinha de uma final na Copa São Paulo, a gente foi vice-campeão, mas merecia o título… Só posso agradecer a Deus, porque ontem eu nem sabia se ia jogar, tinha sentido o pé, e hoje Deus me proporcionou esse título maravilhoso”, celebrou.

Por fim, questionado sobre a possibilidade de subir para o profissional, Toró despistou, mas se disse muito feliz na equipe. “Essas coisas eu deixo na mão do meu empresário, mas eu estou muito feliz no São Paulo, um clube que me identifiquei bastante, que eu tenho um carinho imenso. E enquanto eu estiver honrando a camisa do São Paulo, eu vou trabalhar para fazer os torcedores felizes”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*