Vagner Mancini é o novo coordenador técnico do São Paulo

O São Paulo anunciou a contratação de Vagner Mancini para a coordenação técnica. Treinador do Vitória até julho do ano passado, Mancini, de 52 anos, aceitou a proposta para ser o principal elo entre jogadores, comissão técnica e diretoria. O cargo foi ocupado por Ricardo Rocha em 2018.

Segundo o site oficial do São Paulo, ele terá outras três funções no clube:

  1. sistematizar metodologias e processos internos;
  2. supervisionar as análises de desempenho e mercado;
  3. afinar a integração entre o time principal e as categorias de base.

– Respeito muito a profissão de treinador, mas vi nessa oportunidade que o São Paulo me proporciona uma grande chance de aproveitar o conhecimento adquirido como atleta e fora do campo em uma nova função. Estou muito otimista e confiante com essa nova etapa da minha carreira – afirmou Mancini ao site do Tricolor.

Raí, executivo de futebol, também comentou a contratação do coordenador.

– O Vagner Mancini tem uma longa trajetória no futebol, uma carreira de treinador consolidada e aceitou esse convite por confiar no projeto apresentado pelo São Paulo. Tenho certeza de que vai agregar muito ao clube e à comissão técnica com a sua experiência – disse Raí.

O São Paulo havia desistido, no início de dezembro, de contratar um novo coordenador. O novo preparador físico, Carlinhos Neves, e Diego Lugano iriam auxiliar Raí na função. A chegada de Mancini indica que os planos novamente foram alterados.

No Vitória, Mancini foi técnico do volante Willian Farias, que rescindiu contrato nesta quarta-feira para poder acertar sua ida para o São Paulo. Recentemente, em dezembro, Mancini foi colega de André Jardine, técnico tricolor, no curso da CBF para obter a Licença Pro de treinador.

Fonte: Globo Esporte

17 comentários em “Vagner Mancini é o novo coordenador técnico do São Paulo

  1. O que penso de tudo isso (a movimentação intensa do clube no mercado; a efetivação do Jardine e, agora, a contratação do Mancini para um cargo completamente dispensável).
    Fui um dos apoiadores da efetivação do Jardine como treinador do S.Paulo. Entendia, na época, que o S.Paulo no máximo contrataria um bom centroavante, um lateral direito promissor e um primeiro volante de peso. Que o forte seria o aproveitamento da meninada que estava subindo da base e outros, que o Jardine conhece bem, e que poderiam subir. Apoiei, porque entendo que ninguém conhece nossa base como o Jardine e que, com o time recheado de garotos, ninguém melhor que ele para treinar o time.
    Agora as coisas mudaram. Depois de tantas boas contratações no mercado e sem dispensar nenhum daqueles que, a meu ver, não poderiam continuar no S.Paulo, passo a temer que o Jardine venha a ter alguma dificuldade no vestiário. Serão muitos jogadores rodados que deverão disputar posições com jovens valores e talvez o Jardine não vai ser capaz de apostar em suas convicções, caso algum veterano não esteja bem e seu substituto ideal, segundo convicção dele, seja um jovem. Aliás, já vimos este filme recentemente com o Aguirre, que preferiu mexer em toda estrutura do time a simplesmente colocar um garoto na ponta esquerda.
    Acho que, assim como eu, a diretoria acabou pensando da mesma forma. Se era pra contratar, praticamente, um time novo, melhor teria ter investido num treinador top, como defendi aqui antes da dispensa do Aguirre. Como não fizeram e temem pela situação do Jardine, resolveram contratar o Mancini como forma de dar apoio ao treinador.
    Só que tudo isto em conta, acredito que o Jardine possa se inibir diante de tantos jogadores rodados e com um treinador ativo atrás de si para analisar seu trabalho e, quiça, dar pitacos.
    Acho que o treinador não vai conseguir trabalhar com suas convicções, que fizeram dele o técnico que é, e vai ficar tentando agradar a gregos e troianos, com o resultado que todos nós sabemos qual poderá ser.
    Tomara que o Jardine supere toda essa adversidade (que na realidade a gente apenas imagina, pois não o conhece a fundo e ele pode ter muito mais personalidade do que aparenta); mas com o atual elenco um Osorio da vida seria muito bem vindo…

  2. Sobre o Mancini ter “ligações” com empresários não tem problema algum!!!

    Quem é responsável por negociações é o Raí não ele…

    Tudo bem que ele vai cuidar do departamento de estatísticas e desempenho, mas lembro que tudo são números e pra ele indicar um jogador o mesmo tem que provar pelo desempenho, e ter o aval do treinador!!!

    Logo não vejo problemas nisso, prefiro ver o lado bom da coisa, o Mancini vai ajudar a segurar o vestiário com sua experiência já que o Jardine não tem essa experiência!

    Pra mim o erro maior foi a efetivação do Jardine no cargo de treinador!!!

    • Concordo com você, hoje em dia todos os técnicos tem ligações com empresários, e a maioria tem agentes que cuidam de suas carreiras.
      Também acho que Mancini vem para ajudar Jardine principalmente no relacionamento com jogadores, uma vez que o mesmo antes de ser técnico foi jogador e conhece bem as manhas da boleirada profissional.

  3. Se este for um movimento para consolidar uma comissão técnica permanente estamos no caminho certo. A descrição das funções lembra o que o Milton Cruz fazia no SPFC.
    Por outro lado será criada uma pressão enorme sobre o Jardine. A cada substituição não compreendida ou atuação abaixo da expectativa a torcida estará gritando o nome de Mancini para treinador.
    Há prós e contras. Teremos que aguardar para ver como vai funcionar na prática.

    • Amigo Flávio, eu duvido que a torcida irá pedir o Mancini como treinador!!!

      A pressão já esta nas costas do Jardine desde o dia em que o Raí resolveu efetivar um auxiliar para treinador em um clube que não ganha títulos relevantes à 10 anos!!!!

      Quer pressão maior que essa?

      Forte abraço amigo Flávio!!!

  4. Acho um excelente reforço,estrategista,conhece muito futebol, o Vitória foi um dos únicos times a ganhar do Corinthians na arena Corinthians naquele ano mágico do Carille em q o Corinthians fez aquela campanha inacreditável no brasileirão. É um estudioso de futebol,vai ajudar muito o Jardine e poderá até substituí-lo se ele não administrar bem os cascudos do time.

  5. Paulo Pontes, o que você tinha dito desse sujeito a um tempo atrás? Acho que tem 1 ano mais ou menos… acho que merece um editorial, não?

      • Eu diria muito preocupante… o SPFC não pode ser uma vitrine de empresários do futebol, assim como fulano ser escapado sobre beltrano por interesses sombrios. A partir dessa contratação a pulga ficará atrás da orelha!!!

  6. Mancini é um bom profissional com experiência. Teve alguns feitos de muito destaque como a copa do Brasil com o Paulista de Jundiaí e com a formação do novo time da chapecoense após o desastre, e que conseguiu se manter na série A naquele ano.

    Fico em dúvida sobre sua identificação com o nosso tricolor, com nossa história… mas confio no Raí. Vamo tricolor que 2019 promete!!

  7. Que o Jardine precisava de um coordenador técnico eu tinha certeza, só não sei se o Mancini é o cara certo.
    Não sei suas qualificações, mas sempre que passa alguma reportagem sobre cursos no futebol aparece o Mancini.
    O nome da dupla até rima, “Jardine e Macini” e espero que tenham sucesso com títulos.

  8. Gostei da contratação, São Paulo está fazendo um bom trabalho, investindo pesado, e o Vagner manja muito, estuda muito! Raí está fazendo um ótimo trabalho, a torcida agora precisa apoiar, já mandou energia negativa da arquibancada por muitos anos, queimando jogador, é necessário uma mudança de comportamento, espero que a vinda de ídolos mude a postura do torcedor!

  9. Afff, péssima notícia, oq esse cara já ganhou no futebol? Mandou os jogadores do Vitória fazerem confusão pra melar o jogo contra o Bahia. Rai estava indo bem e agora cagou na sabedoria .

Deixe uma resposta para PauloPontes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.