‘Sumido’ por três semanas, Luis Fabiano volta em segundo plano

Luis Fabiano é o principal artilheiro do São Paulo no ano e deverá ser também o maior destaque do time neste domingo, diante do Mogi Mirim. Mas, em meio à euforia da torcida pela classificação na Copa Libertadores, voltará em segundo plano. Após três semanas fora de combate em virtude de trauma na panturrilha esquerda, o atacante será escalado em uma formação repleta de reservas para atuar na última rodada do Campeonato Paulista, contra o Mogi Mirim, fora de casa.

Pouco visto no período em que foi desfalque, já que tinha que ficar em tratamento no Reffis, o camisa 9 se ausentou também das redes sociais – as últimas postagens no Twitter e no Facebook datam de 26 de março, cinco dias antes de sua última atuação, quando se machucou, na derrota para o Corinthians – e não foi ao Morumbi na quarta-feira para ver seus companheiros vencerem o Atlético-MG na Libertadores, na qual tem mais um jogo de pena a cumprir.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Atacante se juntará a reservas no interior

Nesse período de ‘sumiço’, o jogador virou um dos alvos do protesto da maior torcida uniformizada são-paulina. Durante a manifestação realizada em frente ao CT da Barra Funda, foi chamado de “amarelão” e “pipoqueiro”, em ação similar à que culminou com sua saída do clube, em 2004, e que, desta vez, dividiu opiniões. Parte da torcida dita comum não apoiou a atitude da organizada.

 

Duas semanas depois, a maioria dos jogadores pôde reconquistar o apoio das arquibancadas pela raça demonstrada na quarta-feira. Geralmente reserva, Ademilson foi alçado à condição de heroi por fazer a alegria de muitos deles ao anotar o segundo gol da vitória que levou o time às oitavas de final da Libertadores. Gol que o atacante diz ter parcela de contribuição de Luis Fabiano.

“Ele me ajuda muito, principalmente nessas bolas de linha de fundo. Esse gol teve um pouco de ajuda dele”, disse o garoto de 19 anos, revelando gozação comum do veterano. “Ele é piada. Quando faço gol, diz que fico vendo muito como ele joga. Quando não faço, diz que eu tenho que ver mais (risos). Não dá para entender. A bola sempre vai onde ele está”.

Se a bola for onde Luis Fabiano estiver neste domingo, ele poderá ampliar sua marca na temporada. Até aqui, foram 12 gols, oito deles no Estadual. Assim, retomaria a condição de jogador diferencial da equipe, com duas fases de mata-mata pela frente. Na Libertadores, no entanto, só estará apto para a segunda partida contra o Atlético, no dia 8 de maio.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*