SP fecha ano sem cumprir promessas de time melhor a Ceni e Muricy

Era certo que Muricy Ramalho renovaria contrato com o São Paulo e que começaria 2014 como treinador no Morumbi. As negociações, segundo o próprio, não envolveram entraves financeiros, mas sim o alinhamento de uma nova composição de elenco e uma promessa da diretoria são-paulina por um time mais competitivo na temporada seguinte. O argumento foi o mesmo que fez com que o goleiro Rogério Ceni adiasse, aos 40 anos, sua aposentadoria para o fim de 2014. O ano, no entanto, acabou sem novidades e descumprindo a promessa à dupla.

O São Paulo derrapa no mercado de transferência. Coleciona neste fim de ano negociações fracassadas, e outras com cada vez menos chance de se concretizarem. O meia Marlone e os atacantes Marcelo Cirino e Gilberto foram alguns dos que receberam interesse do São Paulo, mas não acabaram no Morumbi. Outros, como os volantes Bruno Henrique, do Londrina, e Jucilei, do Anzhi Makhachkala (RUS), além do atacante chileno Eduardo Vargas, do Napoli (ITA), têm negociações arrastadas à medida que a diretoria tricolor não consegue recolher recursos necessários ou chegar a um acordo com as partes envolvidas.

Por enquanto, o lateral direito Luis Ricardo, que jogava pela Portuguesa, é o único contratado para 2014. Ele já foi apresentado pelo clube, ainda neste fim de 2013, logo após o fim do Brasileirão. Outras contratações não vie

O problema que já era grande, para o clube que lutou contra o rebaixamento no Brasileirão em 2013, ficou ainda maior neste fim de ano. Além de não conseguir contratar os principais alvos, o São Paulo perde dois jogadores importantes. O  clube tentou, mas não conseguiu acertar a permanência do atacante Welliton para 2014. O Spartak Moscou (RUS), que detém seus direitos econômicos, vetou o prolongamento do empréstimo e exigiu o retorno do atleta. Aloísio, o Boi Bandido, um dos destaques do time na recuperação contra o rebaixamento, está a uma assinatura de trocar o São Paulo pelo Shandong Luneng, da China, que será treinado por Cuca a partir do ano que vem.

Antes das saídas de Aloísio e Welliton, o setor ofensivo já era a prioridade para contratações nesta virada de ano. Luis Fabiano acabou 2013 na reserva e em sua pior fase desde que voltou ao clube. Osvaldo caiu junto com a crise, passou os últimos nove meses da temporada sem fazer um gol. As alternativas que terminaram o último ano como titulares devem ser as mesmas que começarão no Paulistão de 2014: o lateral direito Douglas improvisado como ponta direita, e o jovem Ademilson na ponta esquerda.

A Rogério Ceni e Muricy Ramalho, a promessa por um time melhor em 2014 está descumprida. O São Paulo que começa a próxima temporada, se não contar com mais nenhuma peça, é inferior ao que terminou o ano de 2014 aliviado após se livrar do rebaixamento.

 

Fonte: Uol

3 comentários em “SP fecha ano sem cumprir promessas de time melhor a Ceni e Muricy

  1. Atenção conselheiros do São Paulo, se eleger a situação ( candidato do JJ) estaremos com 90% de caminho andado para a Serie B.
    Estou achando que teremos mais um ano para colecionar vexames, por favor não votem na situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*