SP achou uma utilidade para jogo “sob suspeita”. Replay de 2004 assusta

Publicamente, o São Paulo abomina a possibilidade de facilitar uma vitória do Ituano, neste domingo, para atrapalhar a classificação do rival Corinthians às quartas de final do Paulistão, levantada e defendida por parte da torcida. O termo “entregar” faz com que o técnico Muricy Ramalho e os jogadores fiquem incomodados. Com a garantia de que não haverá jogo fácil para o visitante no Morumbi, às 16h, o São Paulo não relaciona um time B para o jogo, e levará alguns titulares para receberem o terceiro cartão amarelo. Jogadores, no entanto, admitem o medo de ficarem marcados negativamente como Grafite, em 2004.

O atacante Luis Fabiano e o zagueiro Antonio Carlos estão pendurados e devem forçar o cartão amarelo no Morumbi para que cumpram suspensão contra o Botafogo, na última rodada da primeira fase, e não nas quartas de final. Em ótima e surpreendente fase neste início de 2014, Luis Fabiano tentará evitar o que aconteceu em 2012, quando não jogou a semifinal do torneio contra o Santos por suspensão. O São Paulo foi eliminado.

Todos os titulares estão relacionados. Os pedidos de parte da torcida para que o São Paulo fosse a campo co uma equipe B não foi atendido. Muricy pode até decidir não utilizar os principais jogadores na hora do confronto, mas os 11 que compõem a equipe principal – exceto Souza, lesionado, e Alexandre Pato, impedido de jogar o estadual – se concentraram no CT da Barra Funda e vão com a equipe para o Morumbi.

Além de Luis Fabiano e Antonio Carlos, Paulo Henrique Ganso é outro que tem grande probabilidade de jogar. O camisa 10 não atuou como titular na partida da última quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do Brasil – deu lugar no time para a estreia de Pato.

Já classificado para as quartas de final do Paulistão, o São Paulo tenta confirmar a vaga na primeira posição do Grupo A. O resultado no Morumbi, no entanto, é mais importante para o Corinthians. O Ituano está dois pontos à frente do rival são-paulino no Grupo B, e ocupa a segunda posição.

Apesar de condenarem a possibilidade de facilitar o jogo para permitir a vitória do Ituano, os jogadores do São Paulo temem a reação da torcida caso façam gols neste domingo. O exemplo é o que aconteceu com o atacante Grafite, que em 2004 fez dois gols no Juventus, em vitória do São Paulo por 2 a 1, e impediu o rebaixamento do Corinthians no Paulistão. A reação de parte da torcida foi negativa, e o jogador ficou estigmatizado pelo feito. Hoje titular, Osvaldo admite o medo.

O São Paulo vai estrear os uniformes da nova coleção no jogo contra o Ituano, e usará a camisa branca no primeiro tempo e a listrada no segundo. A diretoria do clube negociou com a Federação Paulista de Futebol para que reduzisse o preço dos bilhetes de arquibancada de R$ 40 para R$ 15. Filiados ao programa sócio-torcedor pagam R$ 3.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X ITUANO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 16 de março de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Cássio Luiz Zancopé
Assistentes: Leonardo Schiavo Pedalini e Maria Eliza Barbosa

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Luis Ricardo, Antônio Carlos, Rodrigo Caio e Álvaro Pereira; Wellington, João Schmidt e Ganso; Pabon, Luis Fabiano e Osvaldo (Ademilson). Técnico: Muricy Ramalho

ITUANO: Vagner; Dick, Luizão, Anderson Salles e Dener; Josa, Jackson Caucaia, Cristian e Esquerdinha; Marcelinho e Rafael Silva. Técnico: Doriva

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*