Sob pressão, São Paulo enfrenta Arsenal para compensar falha em casa

Uma derrota não significa uma eliminação, mas forçaria o São Paulo vencer o The Strongest em plena altitude. E é por isso que a equipe brasileira vai para a Argentina para repetir o Atlético-MG e vencer o Arsenal de Sarandí fora de casa. A ideia é praticamente eliminar o time argentino, seguir encostado no líder do grupo e evitar aquela que seria a primeira grande crise da era Ney Franco.

Para o desafio, o treinador não terá Luis Fabiano e Wellington. Os dois foram suspensos no encontro entre brasileiros e argentinos no Estádio do Pacaembu, que terminou no 1 a 1. Por causa disso, Ney Franco deve fazer alterações no esquema tático.

A tendência é que o treinador escale o time no 4-4-2, com apenas Aloísio e Osvaldo à frente. A dúvida é de quem vai ocupar o meio de campo, que tem como única certeza o camisa 10 Jadson. Ganso, Maicon, Denílson, Rodrigo Caio e até Cañete brigam por três vagas.

“Minha ideia não foi esconder o time ou coisa assim, mas sim trabalhar com privacidade, poder fazer os ajustes que julgo necessários. Se ontem trabalhamos mais a parte ofensiva, hoje a maior parte do tempo fizemos um trabalho específico para o posicionamento defensivo”, explica o comandante são-paulino ao site oficial.

“Trabalhei muito em função do campo, já que ele tem dimensoes menores. A equipe do Arsenal explora muito a bola áerea e temos que ficar atentos em relação a tudo isso. Nos preparamos muito para essa partida, mas prefiro não falar em nomes ou dizer quem vai começar jogando. Amanhã nossa escalação será divulgada no momento certo”, completou.

Do outro lado, o Arsenal vem empolgado depois de conquistar um empate por 1 a 1 com o São Paulo. Não à toa, o técnico Gustavo Alfaro poupou jogadores na partida do Campeonato Argentino, que teve o Lanús como vencedor no placar de 2 a 1. A ideia é triunfar em casa, igualar o São Paulo em número de pontos e lutar por uma revanche contra o Atlético-MG, em pleno Independência, e contra o The Strongest, novamente em casa.

O time que entrará em campo deve ser o mesmo que arrancou o empate no Estádio do Pacaembu.

FICHA TÉCNICA
ARSENAL X SÃO PAULO

Local: estádio Júlio Humberto Grondona, em Avellaneda (ARG)
Data 14/3/2013, quinta-feira
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Omar Ponce (ECU)
Assistentes: Luis Alvarado e Byron Romero (ambos do Equador)

ARSENAL: Campestrini, Gerlo, Ezequiel Lopez, Braghieri, Perez; Carboreno, Ortiz, Marcone e Aguirre; Luggercio e Furche.
Técnico: Gustavo Alfaro.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Tolói e Cortez; Fabrício, Denilson, Maicon (Ganso) e Jadson; Osvaldo e Aloísio.
Técnico: Ney Franco.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*