Situação faz 49 conselheiros na eleição e deve eleger Carlos Miguel Aidar

image

Carlos Miguel Aidar confirmou o favoritismo e tornou ainda mais provável sua eleição para a sucessão de Juvenal Juvêncio no cargo de presidente do São Paulo. Neste sábado, a chapa Avança São Paulo, de situação, representada pela cor amarela, elegeu 49 conselheiros em 80 vagas possíveis com os votos dos sócios, teve maioria e chegará mais forte ao pleito presidencial, que ocorrerá no próximo dia 16. 

A SPFC Forte, chapa de oposição, vermelha, do candidato Kalil Rocha Abdalla e liderada pelo ex-superintendente Marco Aurélio Cunha, ficou com as 31 vagas restantes. Agora, os novos 80 conselheiros eleitos neste sábado se juntarão aos 155 vitalícios – seriam 160, mas há cinco vagas que ainda não foram substituídas após falecimentos – para eleger o presidente no dia 16. Foram 1.845 votos para a chapa amarela e 1150 para a chapa vermelha.

Os 48 conselheiros eleitos a favor de Aidar praticamente definem o pleito presidencial. A situação colheu 84 assinaturas favoráveis, contra 76 da oposição – números partilhados pelos dois lados, sem discordância, mas com a observação de que dez conselheiros vitalícios assinaram as duas listas. Espera-se, também, que pelo menos oito dos 155 vitalícios não compareçam para votar no pleito presidencial por motivos de saúde.

Falta ainda saber quem são os conselheiros eleitos. Há uma corrente no clube, da situação, que pode ter maioria absoluta no novo Conselho, envolvendo vitalícios e eleitos, e exigir muita coisa do candidato Carlos Miguel Aidar e, se não atendido, bandear para a oposição. Isso poderia dar a vitória a Kalil Rocha Abdala. Como em política tudo é possivel, será necessário aguardar os nomes dos eleitos para fazermos uma análise mais precisa do pleito de 16 de abril.

 

Paulo Pontes

Foto: Helo Cavalari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*