Sem reforços, São Paulo obriga Muricy a tentar resgatar ex-badalados

A dificuldade do São Paulo para contratar reforços no início da temporada fará o time de 2014 ser pouco diferente daquele que escapou do rebaixamento no último Campeonato Brasileiro. Para superar as carências do elenco, o técnico Muricy Ramalho terá de contar com uma mudança radical no rendimento de alguns jogadores que foram muito questionados no segundo semestre do ano passado.

Na apertada vitória por 2 a 1, de virada, sobre o Marília, em jogo-treino no CT de Cotia, na última terça-feira, o técnico mandou a campo uma formação com quatro jogadores que encerraram a temporada anterior em baixa e muito criticados pela torcida.

MONTAGEM - Denílson, Wellington, Luis Fabiano e Osvaldo são paulo (Foto: Editoria de arte)Osvaldo, Wellington, Luis Fabiano e Denilson tentam apagar má impressão deixada em 2013 (Foto: Editoria de arte)

Denilson e Wellington apareceram no meio de campo mesmo depois de decepcionarem em 2013. O primeiro encerrou o Brasileirão como titular, mas longe de convencer. Pelo contrário. Por diversas vezes esteve ameaçado de perder a posição. Isso só não aconteceu pelo péssimo momento vivido por Fabrício e pela pouca experiência do garoto João Schmidt.

A situação de Wellington nos últimos meses de 2013 foi ainda pior. Superado por Maicon, ele acabou na reserva, aumentado as especulações de que pudesse ser negociado – Galatasaray e Inter de Milão chegaram a procurá-lo durante o ano, mas ele renovou o vínculo com o Tricolor até outubro de 2018.

luis fabiano são paulo treino (Foto: Rubens Chiri/Divulgação sãopaulofc.net)Luis Fabiano só apareceu em jogo-treino quando sofreu pênalti duvidoso
(Foto: Rubens Chiri/Divulgação sãopaulofc.net)

No ataque, Muricy torce para que Luis Fabiano volte aos velhos tempos de goleador. O Fabuloso foi o artilheiro do time em 2013, ao lado de Aloísio, com 22 gols, mas também não agradou e esquentou o banco durante boa parte da gestão do técnico. Agora, sem o Boi Bandido e nenhum outro concorrente, começa absoluto na frente.

Osvaldo é outro que ganhou uma nova chance. Há 44 partidas sem fazer gols, o atacante terminou a temporada como a última opção do setor. No entanto, ressurgiu com as saídas de Aloísio e Welliton. Apenas Ademilson pode tirá-lo da equipe neste momento. Silvinho, pouco aproveitado, só não foi liberado pela falta de contratações para o ataque.

O começo, porém, não foi nada animador. Nenhum deles fez uma boa apresentação na vitória sobre o Marília. Denílson trabalhou quase como um terceiro zagueiro, enquanto Wellington apareceu avançado. Osvaldo sofreu com a marcação, e o Fabuloso só apareceu quando sofreu um duvidoso pênalti.

Meio de campo e ataque, aliás, são os setores em que o São Paulo concentra suas forças no mercado. Souza, do Grêmio, é o sonho para a marcação. Rafael Sobis, do Fluminense, tem a aprovação de Muricy para o ataque, mas os salários inviabilizam o acordo. Um centroavante para ser a sombra de Luis Fabiano também é pretendido.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Sem reforços, São Paulo obriga Muricy a tentar resgatar ex-badalados

  1. Quem disse que esse Wellington é badalado?
    Minha nossa, estão tentando valorizar esse cara de qualquer forma.
    Deveria ter sido vendido na primeira oportunidade, porque agora ta difícil. Teremos que tolerar novamente esse cara como titular, pois precisam valorizá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*