‘Sem dúvida, a eleição do São Paulo já está definida’, diz Carlos Miguel Aidar

Com a conquista de 49 das 80 cadeiras rotativas do Conselho Deliberativo, que é responsável por eleger o presidente do São Paulo Futebol Clube, Carlos Miguel Aidar está muito próximo de se tornar o sucessor de Juvenal Juvêncio. Após a divulgação do resultado, o candidato da situação comemorou como se já tivesse vencido a disputa com Kalil Rocha Abdalla, da oposição:

– Sem dúvida, a eleição está definida. Se antes da definição do Conselho nossa chapa já tinha a vantagem de cerca de dez conselheiros vitalícios, com este resultado, não há mais dúvidas. – avaliou Aidar.

O próximo passo no complexo formato de eleição dos mandatários do clube é a votação para presidente, que ocorrerá no dia 16 de abril. Além dos 80 conselheiros escolhidos neste sábado, votarão mais 155 conselheiros vitalícios. E como é consenso entre os sócios, metade dos votantes vitalícios está a favor da situação e metade está com a oposição. Com isso, a eleição deste final de semana foi crucial para a escolha do novo presidente.

Um dos principais nomes da oposição, Marco Aurélio Cunha, acredita que as eleições foram positivas, independentemente do resultado:

– Este pleito resgatou a democracia no São Paulo, mostrou que não temos apenas um poder, uma voz. Não sabemos ainda como será a votação entre os conselheiros vitalícios, mas a eleição já tem uma tendência – admitiu Marco Aurélio, logo após o anúncio do resultado da eleição do Conselho Deliberativo.

Influente no clube e querido entre os sócios, Marco Aurélio afirma que não aceitaria um cargo na administração de Carlos Miguel Aidar:

– Creio que eu não esteja nos planos dele, mas se fosse convidado, não aceitaria neste momento, mesmo se fosse para dirigir o futebol. Não fecho as portas, mas esta não é a hora certa – afirmou o ex-superintendente de futebol do Tricolor.

A provável eleição de Aidar reaproxima ainda mais o clube da CBF. José Maria Marin, presidente de entidade, é sócio do São Paulo e apoia o grupo da situação, tendo inclusive comparecido ao pleito. No mandato de Juvenal houve desavenças entre ele e o antigo comandante da CBF, Ricardo Teixeira, principalmente após o Morumbi ter sido descartado como estádio de São Paulo na Copa do Mundo. Mais recentemente, porém, as arestas foram aparadas.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “‘Sem dúvida, a eleição do São Paulo já está definida’, diz Carlos Miguel Aidar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*