Satisfeito com Alvaro, Muricy Ramalho cobra Pato em bola parada

pato

O técnico Muricy Ramalho fez praticamente uma hora de treino fechado na manhã desta segunda-feira. No entanto, quando os portões do São Paulo foram abertos para a imprensa, muita coisa pôde ser vista. Principalmente com relação às bolas paradas, uma arma conhecida do treinador são-paulino.

Muricy trabalhou muito o fundamento e dois jogadores foram escolhidos para municiar os companheiros: Alvaro Pereira e Alexandre Pato. O primeiro arrancou elogios do comandante. O segundo, nem tanto.

Alvaro e Pato efetuaram cobranças dos dois lados do campo. Foram muitas repetições, até o uruguaio encontrar a batida pretendida por Muricy e receber a recompensa. Os elogios vieram perante os jornalistas, algo incomum com o treinador do São Paulo. Quando pretende trabalhar este tipo de jogada, Muricy geralmente fecha os portões, pois prefere não expor os atletas.

– Aê, Alvaro, encontrou a forma. Está bom – disse Muricy, quando o lateral-esquerdo levantou a bola dificultando a saída de Rogério Ceni, batendo no canto do goleiro.

Pato não teve a mesma sorte. Seu jeito diferente de bater na bola é perceptível, mas o êxito foi pouco. Em determinado momento das batidas do atacante, Muricy alertou:

– Calma, não precisa colocar tanta força. A cabeça dos caras não é de chumbo. Dá só um tapa.

Depois do treino de bolas paradas, os jogadores de frente calibraram o pé nas finalizações. Desta vez, Pato teve rendimento melhor e recebeu mais acenos positivos de Muricy.

O atacante está confirmado no time que enfrenta o CSA-AL na quarta-feira, no Morumbi, pela partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil. Muricy trabalhou principalmente com o mesmo time que treinou na semana passada. Ou seja: Rogério Ceni, Douglas, Rodrigo Caio, Antonio Carlos e Alvaro Pereira; Souza, Maicon e Ganso; Osvaldo, Pato e Luis Fabiano. O Tricolor venceu o primeiro jogo por 1 a 0 e precisa de apenas um empate para seguir adiante na competição.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*