São Paulo pode ter só mais dois treinos antes do Atlético-MG

O time do São Paulo que vai enfrentar o Atlético-MG, na quarta, fez o último teste contra o União Barbarense, mas não convenceu nem o técnico Ney Franco. O treinador admitiu que a equipe tem de melhorar para vencer e seguir na Libertadores, e disse que “com o passar do tempo”, até o jogo, haverá evolução. O tempo, no entanto, é curto: cinco dias e só mais dois ou três treinos.

Ney Franco repete que o time tem potencial e vai evoluir desde o início do ano. No entanto, pouca foi a melhora nos últimos três meses. Além dos resultados, o desempenho nos jogos pela Libertadores confirmam que a equipe vem tendo desempenho semelhante. Até quarta-feira, se houver treino tático para os titulares na manhã de sábado, antes do jogo contra o XV de Piracicaba, serão apenas mais três atividades com o time que enfrentará o Galo na quarta.

O pedido mais frequente de Ney Franco é para que o São Paulo consiga aumentar a quantidade de chutes a gol nos jogos. O número de finalizações, porém, tem variado pouco nos confrontos pela Libertadores. Na quarta-feira, o treinador ainda terá os desfalques de Jadson e Luis Fabiano, suspensos, artilheiros da equipe com oito e 12 gols marcados, respectivamente.

O ponto que mais pode ter contribuído para que o São Paulo não conseguisse evoluir desde o fim de janeiro foi a frequente mudança de esquema e escalação. A equipe começou o ano com Jadson e Ganso lado a lado, no 4-2-3-1, passou ao 4-3-3 sem o camisa 8, chegou a jogar no 3-5-2 e agora retornou à formação inicial. No entanto, exemplos como a defesa, em que houve troca entre titulares e reservas nas quatro posições, mostram que a equipe passa longe dos 11 definidos na pré-temporada. De quem começou 2013, apenas Denilson, Jadson, Osvaldo e Luis Fabiano, além do capitão Rogério Ceni, se mantiveram.

Dois ou três treinos podem ser pouco para arrumar as carências que o time do São Paulo ainda tem para enfrentar o Atlético-MG, que é a melhor equipe da Libertadores, mas é o que Ney Franco tem à disposição para conseguir acertar o time e conseguir a classificação na quarta-feira. Além da necessidade da vitória, o Tricolor também precisa torcer para que o The Strongest – 2 colocado no Grupo 3 – não vença, e para que o empate ou a vitória do Arsenal não classifique um dos outros dois adversários, dependendo da combinação de resultados. O que importa para elenco e comissão técnica é fazer a própria parte.
Fonte: Lance

Um comentário em “São Paulo pode ter só mais dois treinos antes do Atlético-MG

  1. Cheguei a imaginar (na realidade, temer) que pudéssemos chegar a este jogo precisando vencer o Atlético; mas jamais que, além de vence-lo, teríamos que torcer para combinação de resultados. É o pior dos mundos, porque, aliada à ansiedade para marcar gols num time que joga despreocupado com o resultado, ainda tem a preocupação do que está acontecendo lá. Por mais que se diga que vão se preocupar apenas com o jogo, isso, de fato, não acontece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*