São Paulo espanta desconfiança, goleia Auto Esporte e lidera Grupo W

Ainda soba a desconfiança da torcida, os garotos do São Paulo enfrentaram o Auto Esporte nesta segunda-feira, na Arena Barueri, mas não desapontaram desta vez. Para espantar qualquer dúvida sobre a atual geração sub-20, o Tricolor foi implacável contra os paraibanos e golearam por 5 a 0. Desta forma, a equipe do Morumbi assumiu a liderança do Grupo W.

Pressionado depois de não passar de um empate, em 1 a 1, contra os japoneses do Kashiwa Reysol na estreia, o São Paulo entrou em campo com uma postura diferente e pressionou o Auto Esporte desde o apito inicial. O ímpeto mais ofensivo logo deu resultado e o Tricolor do Morumbi abriu o placar já aos quatro minutos de jogo.

Destaque no primeiro confronto da equipe são-paulina, Gabriel Boschilia não demorou a mostrar o motivo pelo qual é uma das principais apostas do CT de Cotia. O camisa 10 do Tricolor cobrou falta na cabeça do zagueiro Lucas Silva, que teve apenas o trabalho de escorar para o fundo das redes.

Após a vantagem no marcador, o São Paulo continuou com o domínio do jogo, e teve certa facilidade para envolver a marcação do Auto Esporte. O ritmo do time do Morumbi, no entanto, foi caindo com o passar do tempo, e, nos minutos finais, os paraibanos já gostavam do jogo, se arriscando mais ao campo de ataque para tentar o empate ainda antes do intervalo.

A vontade do Auto Esporte, no entanto, não foi o suficiente para mudar o panorama do jogo, já que a qualidade técnica do São Paulo se sobressaiu. Desta forma, em uma rápida descida aos 46 minutos, a equipe tricolor conseguiu ampliar a vantagem. Auro fez o cruzamento na medida para Ewandro (foto), que dominou com categoria e mandou a bomba para o fundo das redes.

Na volta do intervalo, o São Paulo não quis diminuir o ritmo, seguiu no campo de ataque pressionando o Auto Esporte, que não conseguiu mostrar poder de reação ao longo dos 90 minutos. Depois de carimbar o travessão pela segunda vez, o Tricolor do Morumbi chegou a diminuir o ritmo, mas mostrou que poderia voltar a marcar quando bem entendesse.

Desta forma, aos 28 do segundo tempo, o São Paulo chegou ao terceiro gol com facilidade. Auro dominou no bico da área, arriscou o chute e o goleiro reserva Joanderson, que é massagista dos profissionais do Auto Esporte, deu rebote. O meia Ewandro aproveitou o lance, mostrou oportunismo e completou para o fundo das redes.

A vitória já estava definida, mas o São Paulo ainda queria mais. Desta forma, o volante Leonardo, que acabara de entrar no jogo, arriscou o chute de esquerda aos 40 do segundo tempo e fez um golaço. Dois minutos mais tarde, o meia Gabriel Boschilia fez jogada individual, bateu cruzado de perna direita e fechou a goleada do Tricolor na Arena Barueri.

No primeiro confronto do grupo nesta segunda-feira, o Kashiwa Reysol conquistou sua primeira vitória na Copa São Paulo. O time japonês derrotou o Grêmio Barueri, por 2 a 1, eliminando os anfitriões antes mesmo da rodada final. Sendo assim, a única equipe estrangeira da competição está empatada com o Tricolor do Morumbi em pontos, mas perde no saldo de gols.

Com os dois times empatados na primeira colocação, a definição do classificado direto pelo Grupo W ficará para a última rodada. Líder pelo saldo de gols, o São Paulo encara o Grêmio Barueri, que já está eliminado. Na outra partida, Kashiwa Reysol e Auto Esporte ainda sonham com o topo da chave ou com a segunda colocação, para tentar a vaga por índice técnico.

2 comentários em “São Paulo espanta desconfiança, goleia Auto Esporte e lidera Grupo W

  1. Fizeram, e a meu ver não muito bem, o mínimo esperado.
    A goleada só veio por cansaço do time paraibano (compreensivo já que não possuem a mesma estrutura oferecida aos jovens tricolores).
    O time continuou jogando como um bando: cada qual correndo por si e de forma improvisada.
    A defesa é péssima. Os dois Lucas e o lateral esquerdo são muito fracos. Na lateral direita e do meio pra frente tem bons jogadores. Só não entendi a entrada do meu xará, Paulo, no ataque. Tem alguma coisa no ar quando deixam Joanderson no banco e colocam o tal Paulo como titular da equipe.
    Taticamente o time continua um zero bem grande (tb não é exclusividade deste time, já que nos profissa é muito difícil perceber alguma jogada treinada, um esquema de jogo determinado – vamos ver se o MR muda isto).
    Agora tem alguns jogadores aí que, se devidamente orientados e treinados, com certeza, vão nos dar muitas alegrias (espero que os “doutores procuradores” não fiquem “criando” problemas para tirá-los do time.

  2. Vamo espera pra ve ooo

    Vamo espera pra ve ooo
    Essa Kotia e mesmo misteriosa,
    esses garotos a maioria sao sub 17,
    estamos falando sub 17 e ja estao lancados num torneio acima de suas idades.
    Entao estamos perdendo duas geracoes acima.
    ??? Como se explica isso ????
    Hoje gostei do comprometimento dos garotos na tatica, na tecnica e na fisica.
    O adversario era bem mais fraco do que os japoneses,
    mas isso quer dizer que nao sao tao ruins
    e que nos evoluimos para melhor.
    Nem tudo esta perdido no reino do juvenal,
    so duas geracoes de jogadores
    as tais sub 20 e sub 19 nao existem.
    O negocio e essse mesmo buscar jogadores jovens onde existirem
    pagando e claro, aquele negocio de pegar jogadores e cria-los
    nao da futuro. Temos que pega-los quase prontos e existem aos
    montes por ai, nem tanto, mas ainda existem.
    Basta apenas ter olheiros por todos os cantos do Brasil, pagando e claro.
    Vamo esperar pra ver ooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*