São Paulo busca reforços para meio de campo e ataque, mas ‘sem pressa’

Depois da contratação do lateral-esquerdo uruguaio Alvaro Pereira, a diretoria do São Paulo se concentra agora em reforços para o meio de campo e ataque. Mas a torcida não deve ficar muito esperançosa em ver novos atletas chegando ao Morumbi em breve. Em virtude do calendário apertado, o clube diz não ter pressa anunciar novos nomes.

– O ciclo de contratações não está encerrado. Mas ele também não tem prazo. Nossa diretriz é contratar jogadores de qualidade, que cheguem e imediatamente ocupem suas posições – afirmou o vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes.

O São Paulo se agarra à presença da Copa do Mundo no meio da temporada para não fazer grandes investimentos neste momento. O Brasileirão tem início previsto para a segunda quinzena de abril, o que permite que o clube tenha cautela para contratar.

O discurso é o mesmo do técnico Muricy Ramalho. Desde o fim do ano passado, o treinador deixou claro que não se contentaria com qualquer contratação. O comandante quer jogadores de um nível elevado para subir a qualidade do time, bastante questionado após os resultados ruins no último Campeonato Brasileiro.

O São Paulo sonha com o volante Souza, do Grêmio, e tenta encontrar opções para o setor ofensivo. A direção chegou a negociar com Rafael Sobis, do Fluminense, e Ricardo Oliveira, que defendeu o clube em 2006 e 2010. As transações, porém, não avançaram. O alvo agora é Nilmar.

– Nossa pretensão agora é qualidade o elenco do meio de campo para frente. Vamos trazer mais dois ou três – disse Jesus Lopes.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “São Paulo busca reforços para meio de campo e ataque, mas ‘sem pressa’

  1. Um comentário sobre “grandes contratações”.
    O SP fez grandes contratações: Luis Fabiano, Jadson, Lúcio, PHGanso que, quando anunciadas, deixaram a grande maioria dos sãopaulinos muito esperançosos.
    A diretoria foi muito criticada, pela crítica em geral, e neste site particularmente, pela “perda” de: Montillo, Forlan, Vargas, Jucilei, Sobis, e alguns outros. Todos jogadores muito caros.
    Dos que vimos jogando por aqui, Montillo, Forlan, Vargas, sabemos o resultado: péssimos investimentos para os clubes brasileiros. Ganharam muito e jogaram nada. Fico pensando se todos tivessem vindo para o SP, como a maioria de nós apregoou por aqui, qual seria o tamanho do prejuizo.
    Nunca defendi o JJ, mas já defendi sua política do bom e barato. Quem acompanha futebol e, principalmente quem já jogou, sabe que bons jogadores – não craques – vivem de momentos. Um bom time se faz com bons jogadores. Impossível montar um time só com craques.
    Assim é que, com o atual grupo, o SP só não foi bi-campeão da sul americana por falha comportamental, inclusive de seu treinador, que menosprezou a Macaca.
    Cobro do Muricy um trabalho mais moderno; menos falação e auto promoção na imprensa, e mais jogadas ensaiadas; time mais compactado em campo; mais ousadia no ataque; menos invenção, como a do Wellington jogando pela direita.
    Liderança o Muricy tem para mudar o comportamento do time. Respeito da torcida que vai lhe dar um tempo maior do que aos outros treinadores, também. Então: é “trabalho meu filho”, mas trabalho diferente do “arroz com feijão” que ele vem apresentando. Acho ainda que ele é “o cara”. Um pequeno “recall” e eis o SP, com este mesmo elenco, brigando por conquistas . . .
    Talvez não seja mesmo momento de “grandes contratações”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*