São Paulo ‘bota o pé no chão’ para seguir na Libertadores

O elenco são-paulino saiu bastante chateado com a derrota por 2 a 1 para o Arsenal (ARG), na quinta-feira, pela quarta rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores. Contestado por conta das más atuações da equipe, o técnico Ney Franco comentou o baixo rendimento apresentado pelo time e espera melhorar o desempenho até o próximo jogo no torneio continental, dia 4, em La Paz, contra o The Strongest (BOL)

– Primeiramente, é botar pé no chão saber qual nossa realidade. Só dependemos de nós para classificar, mas realmente, em desempenho, estamos muito abaixo, temos detectado por que, não podemos desistir. O grupo está fechado, unido, nos cabe reverter a situação e usar como exemplo cada situação e tentar reverter esse momento. Jogar melhor do que está jogando e converter essa melhora em jogo – afirmou o treinador, durante entrevista coletiva.

No último domingo, após o empate sem gols no Choque-Rei, o treinador afirmou que o trabalho à frente do São Paulo é nota 10. Dessa vez, após a derrota no torneio continental, preferiu não classificar o trabalho e minimizou as derrotas.

– Em alguns momentos do trabalho a gente está vivo na competição, meu pensamento é esse, realidade é essa. Não significa porque fizemos dois jogos ruins contra o Arsenal que os próximos serão ruins. Não quero nem falar em Campeonato Paulista que é uma outra situação. A melhor maneira do São Paulo melhorar é desenvolver o trabalho – afirmou.

Agora, o treinador quer utilizar o torneio Estadual para ajustar os pontos falhos da equipe para que possa voltar a vencer na Libertadores e conseguir a classificação às oitavas.

– Temos um jogo pelo Paulista no Morumbi, mas temos 19 dias de preparação para o próximo jogo de Libertadores. Vamos rever o que está acontecendo. A gente tem que fazer de tudo pra que nossa equipe possa melhorar – completou.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*