Rogério Ceni defende Júlio Baptista em polêmica: “Não tem nada”

O goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, saiu em defesa do meia Júlio Baptista, do Cruzeiro, após a polêmica na qual o cruzeirense se envolveu neste sábado, após ser flagrado em vídeo dizendo ao zagueiro Cris para que o Vasco marcasse mais um gol, na partida entre os dois clubes que terminou com vitória dos cariocas, por 2 a 1. O episódio levantou suspeitas de suposto favorecimento do Cruzeiro à luta do Vasco contra o rebaixamento, mas foi negado com ênfase por Rogério Ceni.

“Trabalhei com os dois. Com o Cris, na seleção. E com o Júlio, aqui no São Paulo. São dois meninos de excelente caráter. Às vezes você joga contra um jogador que, por exemplo, cobra muito bem faltas. Então, quando eu jogo contra o Marcos Assunção, por exemplo, ele vai bater uma falta e eu digo “chuta para fora, hein”. Isso é coisa de jogador, é uma provocação. Jogador sempre quer ganhar. Isso é uma coisa que criaram, não tem nada disso”, falou Ceni, à FOX Sports, após o empate por 1 a 1 com o Botafogo, no Morumbi.

Após a partida entre Vasco e Cruzeiro, no sábado, vídeos reproduzindo as frases de Júlio Baptista a Cris se propagaram pelas redes sociais e até a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão, repetiu a imagem diversas vezes e promoveu debate entre comentaristas sobre a polêmica.

O meia cruzeirense ainda se explicou após o jogo: “A gente estava discutindo, e ele falou para amaciar. “Vai, amacia!’. Falei: “Vai lá e faz o terceiro”. São coisas do jogo, que acontecem. Poderiam pegar a frase inteira, mas pegaram só o momento em que falei “faz o terceiro”. As pessoas podem interpretar de qualquer forma, que a gente está tentando amaciar, mas em nenhum momento isso aconteceu, tanto que tentamos fazer o segundo gol. O primeiro foi feito, o segundo não conseguimos fazer. Infelizmente acabamos perdendo o jogo”, declarou, ainda no Maracanã, em entrevista ao SporTV.

O episódio, no entanto, desagradou a clubes que brigam contra o rebaixamento. As diretorias de Bahia e Portuguesa irão cobrar uma explicação da CBF por conta do polêmico episódio envolvendo o meia Júlio Baptista, do Cruzeiro, neste sábado.  Durante jogo contra o Vasco, no Maracanã, o jogador falou ao zagueiro Cris, do time adversário, para que fizesse logo outro gol, quando o placar da partida marcava 2 a 0 para o clube carioca no Maracanã.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Rogério Ceni defende Júlio Baptista em polêmica: “Não tem nada”

  1. Tenho certeza que se isso tivesse acontecido com o São Paulo, quando estava no Z 4, ninguem faria leitura labial, mais como tem clube do Rio na parada tudo acontece, tanto é que o Fluminense ja esta tentando virada de mesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*