“Problema zero”: Luis Fabiano garante a Ney Franco estar tranquilo

Não foi em um divã, mas, como prometido no sábado, Ney Franco consultou Luis Fabiano. Valendo-se da experiência adquirida em 15 anos de categorias de base e os quase dez como profissional, o treinador do São Paulo procurou o atacante e gastou pouco tempo para saber o que se passa. Até porque, segundo seu relato, o jogador disse não haver nenhum problema, diferentemente do que deu a entender após a vitória sobre o Bragantino.

“A conversa foi curta. Ele falou que a cabeça está boa, o lado pessoal está tranquilo. Perguntei se tinha algum problema de relacionamento com alguém da comissão técnica ou com jogadores. Ele falou ‘zero’, ‘nenhum problema’. Então pedi para ter o mesmo desempenho dos dois últimos jogos, em que ele se entregou muito à parte tática. Hoje (terça-feira) já treinou muito forte, mesmo debaixo de chuva. Tenho certeza de que vai fazer mais um grande jogo”, disse, confiante.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Conversa se deu debaixo de chuva, no campo

A situação toda foi levantada pelo próprio camisa 9, que não vem comemorando seus gols e, depois do jogo contra o Bragantino, revelou que alguns fatores no ambiente o vêm “minando”, porém não os esclareceu, fato este que motivou a iniciativa de Ney Franco de consultá-lo antes da partida desta quarta-feira, contra o Paulista, em Jundiaí.

Não é a primeira vez que o treinador precisa solucionar problemas dentro do elenco. Já foi assim com o goleiro Rogério Ceni, no ano passado. Na atual temporada, além do aparente desânimo de Luis Fabiano, ele teve que lidar com as demonstrações de insatisfação do meia Paulo Henrique Ganso e do zagueiro Lúcio.

“A gente já passou por algumas experiências e, dependendo do tema, sabe como conversar com o jogador. É papel de treinador, não de psicólogo, embora, em toda conversa, você acabe entrando em comportamento humano. E avalio que a gente está fazendo trabalho com a melhor qualidade possível”, respondeu o comandante, quando perguntado se havia assumido função de psicólogo em virtude dos problemas com as principais estrelas do grupo.

“Não tenho problema nenhum em trabalhar com estrelas. Não é a primeira vez que trabalho com estrelas”, continuou. “Sempre tem algum clube passando por algum problema. Hoje o único clube brasileiro que realmente está em uma maré muito boa, que não tem problema nenhum, é o Atlético-MG. Todos têm algo a ser aparado. De janeiro a dezembro, você vai ter que fazer ajustes. Todo os problemas provocados pelos jogadores foram sanados”.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*