Pressionado, Dorival Jr pode mudar esquema tático do São Paulo

O São Paulo pode alterar sua maneira de jogar após não conseguir desempenhar um bom futebol nas primeiras rodadas do Campeonato Paulista. Pressionado pela falta de regularidade de sua equipe, o técnico Dorival Jr fechou o treino da última segunda-feira, porém, nesta terça deu indícios de que algumas mudanças táticas podem pintar no Tricolor para o duelo com o Ituano, nesta quarta, fora de casa.

Apontado por muitos como um time lento, o São Paulo ainda tenta encaixar após a chegada um tanto quanto tardia de reforços. Nomes como Nenê, Tréllez e Valdívia não participaram da pré-temporada tricolor, o que acabou prejudicando o planejamento de Dorival Jr para 2018.

Passada a derrota por 1 a 0 sofrida no San-São, o técnico são-paulino adiantou Cueva no treinamento desta terça, estabelecendo um 4-4-2. O meia peruano figurou como uma espécie de segundo atacante, ao lado de Diego Souza, que também se mostrou mais móvel no setor ofensivo. Em contrapartida, Nenê e Marcos Guilherme, mais abertos, tinham a missão de voltar para recompor, deixando o time menos exposto.

Aos 36 anos, Nenê rapidamente se firmou como titular do São Paulo, porém, por conta de sua idade, vem sendo motivo de dúvidas da torcida, ressabiada em relação à sua capacidade de ajudar na marcação quando o adversário tiver a posse de bola. Diferente dos tempos de Vasco, quando atuava mais centralizado e tinha o compromisso de ser o cérebro do time, o camisa 7 tricolor garante que tem totais condições de corresponder às necessidades de Dorival Jr, uma vez que já cumpriu esse papel ao longo de sua carreira.

Não é novidade que o treinador são-paulino pediu à diretoria reforços para as beiradas de campo. Uma das características do trabalho de Dorival Jr é justamente o jogo apoiado pelas pontas, no entanto, o clube do Morumbi não conseguiu atender às requisições do comandante, com exceção de Valdívia, que, embora atue pelos lados, não é um atacante de velocidade legítimo.

Desta maneira, cabe a Dorival Jr testar algumas improvisações e adaptar sua equipe de acordo com as características dos atletas que tem à sua disposição. Basta saber se o São Paulo conseguirá sair de campo com o resultado positivo nesta quarta-feira, o que faria com que o jejum de vitórias contra o Ituano, que dura desde 2013, acabasse.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

5 comentários em “Pressionado, Dorival Jr pode mudar esquema tático do São Paulo

  1. É uma opção realmente porém deixar por conta de Nene,Cueva e Diego a marcaçao dos laterais adversarios é suicídio ,infelizmente não funcionaria mais ficaria bastante ofensivo realmente.

  2. Problema do DJr é que teima em escalar jogadores que nao estao se adaptando na posicao com o caso do Diego Souza, Nene , Cueva, Trellez e Valdivia, ele nao sabe o que fazer, faz treinos escondidos mas escala mal pra burro, e depois tenta acertar substituido ai faz mais merda como jogo contra o Santos, logico que ainda falta algumas peças para o time se encaixar mas com o que temos era para estar muito mas muito melhor independente de alguns jogadores terem chegado recentemente e nao participaram da pré temporada que para mim nao existiu no sao paulo e mais estranho que outros times contrataram no meio e os jogadores estao voando com tivessem sido contratado no inicio do ano, pq só os nosssos nao conseguem se adaptar e jogar de verdade, tem algo errado e muito errado.
    Hj acredito que consigamos sair com uma boa vitoria mas nao me iludo com essa boa vitoria, mas vamos esperar para ver.

  3. Dorival como elenco que tem podia tentar o 3-5-2, jogar igual a seleção sem centro avante…

    Marcos Guilherme Brenner

    Diego Souza

    Nene Cueva

    Petros (Hudson) Jucilei

    Arboleda Rodrigo Caio Militão (Bruno Alves)

    Sidão

    Acho que o time ficaria veloz na frente, teríamos meias e armadores de peso, Petros (Hudson) e Jucilei dariam combate antes do ataque adversário chegar nos 3 zagueiros.

    Dorival ESQUECE que Diego Souza é Centro Avante POR FAVOR!!!!!!

    • Minha escalação seria:
      Jean – Anderson Martins, Arboleda e Rodrigo Caio – Jucilei e Hudson – Nenê, Cueva e Diego Souza – Brenner e Marcos Guilherme.

Deixe uma resposta para SampaSempre Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*