Por uma última marca: Ceni faz 41 e vai quebrar mais um recorde no SP

Rogério Ceni completa 41 anos de idade nesta quarta-feira. Às 22h, disputará o segundo jogo da temporada de 2014 pelo São Paulo, contra o Mogi Mirim, pelo Paulistão. A partida é também a segunda de uma temporada que poderia não ter acontecido para o goleiro, caso ele tivesse optado pela aposentadoria no fim de 2013. Agora, neste que será definitivamente o último ano de carreira, Ceni ainda pode atingir um último e expressivo recorde pelo clube: tornar-se o jogador mais velho a vestir a camisa tricolor na história.

A marca a ser batida pertence a Jair Rosa Pinto, armador que atuou entre 1961 e 1963 no São Paulo e fez sua última partida com 41 anos, nove meses e 29 dias de idade. Se não houver nenhum imprevisto, Ceni quebrará mais esse recorde.

Este recorde contempla o período válido a partir da refundação do São Paulo, em 16 de dezembro de 1935. Nos últimos 78 anos, não houve quem atuou mais velho quanto Jair. Antes disso, no entanto, o atacante Arthur Friedenreich conseguiu marca mais expressiva. Chegou a jogar pelo São Paulo com mais de 43 anos de idade.

No fim do ano passado Rogério Ceni quebrou um dos principais recordes, senão o principal, de sua carreira. Tornou-se o jogador que mais vezes atuou por um mesmo clube no Brasil ao ultrapassar Pelé, que fez 1116 jogos pelo Santos. Além deste, é também o goleiro que mais vezes marcou gols na história do futebol profissional e o jogador que mais títulos conquistou pelo São Paulo. Ceni detém uma série de marcas expressivas na história do clube: é quem mais jogou no Morumbi, quem mais vezes vestiu a braçadeira de capitão e também quem mais atuou pelo clube em competições como Campeonato Brasileiro e Libertadores.

Neste ano o São Paulo deverá viver um segundo semestre intenso em relação ao goleiro. Em 2013, a diretoria não avançou em projetos para a despedida do goleiro por não saber qual seria a decisão de Ceni, segurada até o fim da temporada. A expectativa é para que em 2014 todas essas iniciativas sejam colocadas em prática.

Algumas das ideias eram ambiciosas. O departamento de marketing falou em elaborar um amistoso contra o Liverpool (ING), clube contra o qual Rogério Ceni conquistou o Mundial, em 2005, na partida que lhe rendeu um dos principais títulos da história do São Paulo. O discurso é que para a despedida do capitão será organizado algo que nenhum outro clube já fez. O departamento de marketing também deve aproveitar a definição já existente de que essa é a última temporada do goleiro para realizar uma série de pequenas ações, como lançamento de produtos relacionados ao goleiro.

Coincidentemente, a data em que Ceni baterá o recorde de Jair Rosa Pinto será no fim de novembro, no mesmo período em que a temporada acaba e no qual as celebrações pela aposentadoria do goleiro estarão acontecendo com maior intensidade. O último recorde de Ceni deverá ser utilizado pelo departamento de marketing deverá endossar as festividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*