Osvaldo trilha o sucesso do meia-atacante Lucas

O título do texto faz menção a uma frase do personagem mexicano Chaves, que dá nome à série de televisão. Além disso, revela o momento do atacante Osvaldo pelo São Paulo.

O camisa 17 evita comparações com o meia-atacante Lucas, cria da base do Tricolor, que foi negociado com o Paris Saint-Germain (FRA). Mas, as circunstâncias levam o jogador a adotar semelhanças com o ex-camisa 7 e rechaçam parâmetros díspares entre eles.

Tanto um quanto outro têm, na velocidade, a sua principal característica. A rapidez, contudo, está aliada também à técnica. Dribladores, os jogadores infernizaram as defesas adversárias. Com alturas semelhantes e peso corporal parecidos, são “caçados” em campo e sofrem várias faltas a cada partida.

Identificado com o clube, Lucas deixou o Tricolor nos braços da torcida, que até criou a ele uma música. E, agora, o hit nos estádios em que o São Paulo joga é o “Ohh, toca para o Osvaldo que é gol”, em alusão à boa fase e o poder de finalização do jogador são-paulino.

E, agora, com a lesão no tornozelo esquerdo de Lucas, quem é o substituto dele na Seleção Brasileira: Osvaldo. O atacante terá a oportunidade de mostrar seu valor ao técnico Felipão nos amistosos diante da Itália e Rússia, nos dias 21 e 25, respectivamente.

Brincalhões fora de campo, bons de grupos e “cultuadores” do número 7 na camisa (no PSG, por ter chegado nesta temporada, Lucas é o 29), os dois, coincidentemente, marcaram os dois gols do Tricolor no título inédito da Copa Sul-Americana.

O meia-atacante Lucas, cortado, lamentou a ausência por conta da lesão, mas se vê feliz por conta da convocação do amigo.

– Fiquei muito feliz pela convocação do Osvaldo, um amigo que tenho, fizemos uma boa parceria de ataque no ano passado. Está vivendo uma boa fase e merecia uma chance. Estarei torcendo por ele e por todos que lá estarão – disse o jogador da equipe parisiense.

– Lucas é um grande jogador, nível de Seleção Brasileira. Eu já estou começando a chegar nesse nível com muito trabalho, espero representar, tenho substituído ele no São Paulo. Notícia ruim para ele, boa para mim. No futebol acontece, espero que eu possa ir lá representar o São Paulo e a nação nordestina, que reza por mim – afirmou Osvaldo, no mesmo tom de que o ex-meia-atacante do Tricolor.

Agora, depois de brilharem juntos pelo São Paulo, a dupla vislumbra uma boa parceira também com a camisa amarelinha.

Fomte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*