Osvaldo cobra raça e apoio da torcida do São Paulo na quarta

A torcida do São Paulo vem protestando contra o time nesta temporada, principalmente por conta da situação desconfortável na Libertadores. Mesmo em jogos do Paulistão, em que a equipe está bem, os tricolores já se manifestaram alertando que o torneio continental é a prioridade. Agora, antes da partida decisiva contra o Atlético-MG, os jogadores do clube paulista cobraram uma postura diferente dos fãs no estádio do Morumbi.

“Quando o resultado não vem, é normal que nos cobrem, mas a torcida também tem de mostrar raça na quarta e nos apoiar. Se for para vaiar, que seja só no final do jogo, porque precisamos do resultado e da classificação. Se conseguirmos ganhar, vamos ter força na competição”, afirmou o atacante Osvaldo.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Osvaldo pede para torcida só vaiar no fim do jogo, se o São Paulo não conseguir o objetivo

O volante Wellington também pediu para os torcedores se manifestarem apenas com incentivos na noite de quarta-feira, pois avalia que a equipe precisa de tranquilidade para vencer o Atlético, que é o clube de melhor campanha nesta Libertadores.

“O torcedor tem de ir ao estádio acreditando. Se não acreditar, não precisa nem sair de casa. Jogadores, comissão técnica e diretoria estão confiantes. Vamos para cima do Atlético, que é um time muito bom, mas temos de fazer favorecer o mando de campo também”, comentou o meio-campista.

Com apenas uma vitória em cinco jogos, o São Paulo aparece na terceira posição no Grupo 3, com quatro pontos, mas Osvaldo alegou que nunca faltou vontade ao time dirigido por Ney Franco nesta competição.

“Não faltou raça na Libertadores, acho que tivemos mais azar. Contra o Arsenal, em casa, mandamos três vezes na trave e o goleiro fechou o gol. Contra o Atlético, a bola passou tirando tinta da trave e não entrou. Agora, era para ser um jogo para ver quem estaria em primeiro na chave, mas nossos resultados não foram bons”, completou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*