Opinião de são-paulino: pré-jogo The Strongest x São Paulo

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, aqui o espaço é seu. Diga o que espera para o jogo desta noite entre The Strongest e São Paulo, pela Libertadores.

9 comentários em “Opinião de são-paulino: pré-jogo The Strongest x São Paulo

  1. Paulo Pontes , eu não entendo o nosso técnico , Fabricio nem na reserva , Rhodolfo voltou bem e merecia uma chance , nem na reserva na partida diante do Corinthians , Paulo Pontes supondo que o São Paulo não se classifique voce é favorável a demissão do Ney Franco??

  2. Vou usar este espaço democrático para ousar discordar de algumas colocações sobre a diretoria do SP (não tenho procuração para defender ninguém: é só o que penso).
    Eu tenho em minha memória, e acho que o Paulo Pontes tem como confirmar isso que nos últimos muitos anos, o SP contratou todas as maiores revelações dos campeonatos regionais e brasileiro. Começando do presente para o passado vou lembrando aqui algumas dessas revelações que, em sua grande maioria, micaram. Lúcio, Cortez, Douglas (que era disputadíssimo qdo jogava no Goíás), Ganso, Denilson, Luís Fabiano, Wallison, Cleber Santana (que “arrebentou” no Santos e foi razoável na Espanha), Toloi, Juan (estava jogando muito no Fla), Rodolfo, Osvaldo, Jadson, Canete (o Riquelminho) Pires (o “melhor” marcador sul americano), e, não me lembro do nome, de mais um dou dois laterais direitos (carioca e equatoriano) que estavam muito bem no mercado e que “micaram” no tricolor.
    Pergunto: na época, quem não ficou esperançoso e torceu muito para que o SP conseguisse, de fato, trazer a imensa maioria desses jogadores? O Cortez foi o melhor lateral esquerdo do ano jogando pelo Bota. O Toloi sempre foi disputadíssimo no mercado brasileiro e até internacional (acho que ele tá jogando muito apesar da “entregada” contra o curintia); O Canete “carregava” seu time na Libertadores; o Rodolfo foi até para a seleção e teve proposta de time italiano; enfim, acho que a diretoria tentou sim montar um grande time. O problema é que um grande time é feito de conjunto, amizade e doação dos atletas, competência da direção técnica para montar esquemas táticos e treina-los à exaustão, e, também, de uma boa dose de “momento” com algum auxilio do imponderável.
    Não vejo justiça em tamanha rejeição ao presidente JJ e sua equipe. Não são piores do que os outros dirigentes de times de futebol.
    Acontece que atletas vivem momentos (vide o Jadson, que eu mesmo, aqui neste espaço, meti o pau nele o ano passado e hoje é o melhor jogador do time), e o São Paulo contrata o jogador em seu máximo gerando uma ótima expectativa que nem sempre é atendida (isso não é culpa de direção). Acho que o maior defeito da atual diretoria é cobrar pouco seus atletas e ficar sempre “entendendo” o lado do jogador, tratando-os como crianças grandes e deixando impunes suas “cagadas”.
    Enfim amigos, vou torcer muito, mas não acredito que o time vá muito longe na Libertadores (a menos que aconteça como com a seleção italiana de 1982). Tenho muito medo da altitude e das atitudes de alguns boleiros e do técnico. Acho que hoje vai ser difícil. Mas se porventura passarmos pelos “mais fortes”, quem sabe não terá chegado nosso “momento” em que todos os craques citados farão o seu melhor e o tal do imponderável volte a jogar do nosso lado.

    • Paulo, você enumerou muitos jogadores e eu poderia colocar outros: Carlos Alberto, Rodrigo Souto, Cicinho… Eu concordo com você que a intenção nessas contratações foi boa, mas perdemos alguns que talvez rendessem mais. Minha crítica a esta diretoria é a total falta de poder nos bastidores e isso só acontece pelo golpe dado no clube que perpetuou Juvenal Juvêncio no poder, e o “amém” que todos dizem a ele.

  3. Vou ser longo e triste.
    Ver o jogo do Atlético contra o Arsenal foi de dar inveja. Por sinal, o mesmo time argentino que não conseguimos ganhar uma vez sequer, nem casa, foi goleado duas vezes pelo Atlético.
    Onde queremos ir numa Libertadores onde não conseguimos passar nem por um fraco time como esse lixo desse Arsenal. Melhor morrermos agora, do que passar (mais) vergonha na próxima fase.
    E o Atlético tem um super time? NÃO. Tem jogadores como Richarlyson, Leonardo, Jô que saíram praticamente execrados de seus ex-clubes. Tudo bem que Ronaldinho é um diferencial. Mas quem sabia que ele seria quando veio para o Atlético? Veio também execrado do Flamengo.
    Mas só um Ronaldinho não pode ser a explicação para tamanho sucesso.
    Tem Cuca que já foi nosso técnico, mas não, ele é um perdedor para nossa diretoria e boa parte dos torcedores. Ganhador é o nosso técnico, cujo título de maior expressão é uma série B e ficou amarrado as suas esdrúxulas convicções táticas durante três meses. Praticamente esqueceram que foi Cuca que montou o time e esquema que ganhou o mundial de 2005, cujo time foi reforçado naquele ano justamente naquilo que o time de Cuca em 2004 era mais fraco: volantes. Vieram Mineiro e Josué. O resto do time era praticamente mesmo. Só não tinha mais Luís Fabiano, aquele que se faz de ‘coitado’ que não foi jogar para os gambás para jogar no São Paulo, mas que nos deixa na mão em todos os jogos mais importantes. Fosse lá, ele já teria apanhado da torcida.
    Mas lá ele iria se dedicar, ao contrário do que ocorre no SPFC onde é protegido da diretoria para fazer m3rda e jogar quando tem vontade. E se a coisa estiver pesando pra cima dele com a torcida é só marcar um gol contra um time qualquer e ir comemorar em cima do escudo do Morumbi, que tudo fica certo para boa parte dos trouxas.
    Aliás, por sinal, gostaria de entender o que se passa na cabeça da diretoria do São Paulo (não espero resposta)? Não trouxeram de volta Danilo, Lugano, Josué, por não saberem se esses jogadores estariam num bom nível de futebol. Usam como desculpa o caso Cicinho. Só que Cicinho todo mundo sabia que era o terceiro reserva na Roma. Mas curiosamente repatriaram Luís Fabiano, que nunca ganhou nada pelo São Paulo, pagando uma fortuna e, pior, contundido. Para piorar trouxeram uma infinidade de jogadores ridículos que também não tinham a mínima noção da condição de seu futebol. De cara, me lembro de nomes como Lúcio, Paulo Assunção e Cléber Santana. Danilo todo mundo sabe que está jogando muito, mas para quem duvida do futebol de Lugano e Josué, deveria ser questionado do porquê refugos como Lúcio e Paulo Assunção poderem jogar no São Paulo e Lugano e Josué não.
    Essas constatações mostram o quanto vem sendo incompetente a nossa diretoria. Contratam jogadores errados, para posições erradas, contratam e demitem técnicos e membros da comissão técnica de forma igualmente errados. Por falta de oposição no clube ninguém cobra nada do ‘coronel’ JJ, o ‘cancro’ do São Paulo. Estão acabando com o São Paulo. Onde foi aquele clube diferenciado?
    Em tempo, volto a insistir na tese da suja e desonesta Sul Americana. Enquanto fomos prejudicados pela arbitragem em três jogos seguidos o Atlético foi favorecido por um erro da arbitragem com a marcação de um pênalti a seu favor. Não precisava de ‘ajuda’, mas tá ai uma coisa que nunca acontece para a gente. Para mim, enquanto JJ estiver no poder podem ter certeza, não vamos ganhar nada, seja pela nossa própria incompetência seja por estarmos sendo sistematicamente prejudicados por arbitragens para lá de suspeitas.
    Outra dúvida, será que os FDPs da ESPN agora vão pedir para interditar o Independência, como pediram e conseguiram que fosse feito no Morumbi, já que os jogadores do Arsenal também apanharam naquele estádio? Nitidamente quem começou a bater primeiro foi a polícia. Surra ‘patrocinada’ pelo contribuinte pode, mas com segurança particular é crime… Qual a diferença? Em adicional, a julgar pelo ocorrido, o ‘rigoroso’ tribunal da Sul Americana deveria suspender praticamente todo o time o Arsenal para a próxima partida. Alguém duvida que o time do Arsenal, que é do presidente da AFA, vai estar completo para a próxima partida?

    • Régis, perfeitas suas colocações. O Tricolor na Web tem feito essas críticas de forma contumaz. Tenha certeza que TODA a diretoria e a maioria absoluta dos conselheiros lêem o que aqui se escreve. Mas a oposição do clube é inexistente. Não por culpa dos associados, muito menos dos torcedores que sequer votam. Mas dos próprios conselheiros que se deixaram levar por promessas e, até, vantagens recebidas ao longo destes anos. Quanto à interdição do Independência, esquece. Até pelas fraqueza e inércia da nossa diretoria, essas coisas só acontecem com o São Paulo. Vide a suspensão absurda do Luis Fabiano.

      • Paulo e Regis, bom dia.
        Concordo em tudo que foi colocado por vcs.
        Quero dizer só mais uma coisa, pelo andar da carroagem
        este ano o RC para e no meu modo de ver o Denis no momento
        não tem condições de ser o titular da posição.
        Quem sera que vão trazer?
        Sera que vão ressuscitar alguem?

          • Paulo, o Renan Ribeiro vem em maio, quando termina o contrato dele com o Atlético. Quanto a ele ser melhor que o Denis não é difícil, não precisa ser tão bom assim para superá-lo. Alguns amigos de Minas falam que ele é bom goleiro, mas muito irregular, pois lhe falta experiência. Tanto que o próprio Atlético contratou Victor do Grêmio no ano passado para substituí-lo.
            A contratação do Renan foi um pedido do Ney Franco que trabalhou com ele na seleção sub-20. Aliás, segundo as más línguas, não sei a veracidade disso, esse pedido teria causado (mais) um mal estar entre Ney Franco e Rogério Ceni, pois para este Denis e Léo seriam seus substitutos naturais.
            Curiosamente, o goleiro Victor do Atlético, são paulino de coração, foi um dia goleiro da nossa base e acabou dispensado do clube em 1998.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*