O que fez o São Paulo mudar meio time entre um Penapolense e outro?

Rogério Ceni, Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi e Carleto; Wellington e Denilson; Jadson, Ganso e Osvaldo; Luis Fabiano: foi esse o São Paulo que entrou em campo contra o Penapolense há um ano, vestido com uniforme inteiro vermelho e com Ney Franco no comando, no dia 28 de abril de 2013. Seis jogadores – mais de meio time – deixaram o time titular do São Paulo em relação à equipe que reencontra o clube de Penápolis nesta quarta-feira, nas mesmas quartas de final do Paulistão.

Esse mesmo furacão que trocou mais de meio time derrubou também diretor de futebol e técnico. Em 2013, o São Paulo viveu uma crise inédita. Cada um dos seis que deixaram a equipe, no entanto, guarda um motivo especial para a própria decadência. Douglas, Rodrigo Caio, Antonio Carlos, Alvaro Pereira, Maicon e Dorlan Pabon dão a nova cara ao São Paulo atual.

Nesse Paulistão, passada a turbulência de 2013, o técnico Muricy Ramalho passou a montar o time a partir de testes. O time titular que enfrenta o Penapolense começou a ser desenhado a partir das boas exibições no empate com o Santos e na vitória sobre o Corinthians.  Abaixo, os motivos que levaram às mudanças.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*