O duelo de goleiros: Jean x Cassio

Os goleiros de São Paulo e Corinthians protagonizarão um duelo à parte no Majestoso. Afinal, o time do Morumbi, que atuará em casa na noite desta quarta-feira, terá uma mudança no setor – Jean herdará a posição de Sidão, suspenso. E, do outro lado, Cássio colocará à prova as reverências que recebeu na rodada anterior do Campeonato Brasileiro.

Aos 22 anos, em busca do mesmo reconhecimento de seu correspondente corintiano, Jean irá encarar o clássico como um recomeço no Tricolor. Primeiro reforço do clube para a temporada, o goleiro ainda não conseguiu repetir as boas atuações dos tempos de Bahia.

Nos seis jogos em que foi titular – período em que Sidão estava machucado -, o que mais lhe marcou foi a derrota por 1 a 0 para o São Caetano, no Anacleto Campanella, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Na ocasião, em partida que teve a estreia do técnico Diego Aguirre, Jean saiu mal do gol, não interceptou um cruzamento vindo da direita e viu o adversário empurrar para a rede.

A falha, aliás, culminaria em um desconforto entre os dois goleiros nas redes sociais. Um dia depois daquela derrota, Sidão publicou um vídeo com as suas melhores defesas. Na semana seguinte, em tom de resposta, Jean escreveu uma mensagem enigmática: “Pensamento do dia: quem é mau caráter, sempre vai achar uma desculpa para tornar legítimas suas ações”.

Para aparar as arestas, o clube promoveu uma reunião entre os dois arqueiros com o intuito de solucionar o atrito. Desde então, contudo, Jean não ganhou mais oportunidades e viu Sidão se consolidar no posto de titular, apesar de contestações de parte da torcida.

Com a nova chance, Jean espera se redimir e se estabilizar em um grande de São Paulo, coisa que seu pai homônimo não o fez. Jean Paulo Fernandes, que também fez sucesso no Bahia, jogou pelo Corinthians em 2007, ano marcado pelo rebaixamento do clube. Na ocasião, em 12 jogos disputados, o ex-goleiro sofreu 15 gols e não teve o contrato renovado.

Já Cássio tem muito mais experiência do que o colega de posição. Com 353 jogos a serviço do Corinthians e oito títulos conquistados, o goleiro retornou confiante da Copa do Mundo da Rússia e está sendo exaltado quase como em 2012, quando foi decisivo nas conquistas da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes.

Na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo, em Itaquera, Cássio fez defesas impressionantes. O lance em que ele foi buscar uma bola finalizada pelo atacante Kieza quase em cima da linha e, em seguida, bloqueou com o pé o rebote aproveitado pelo zagueiro Joel Carli ganhou repercussão internacional.

Entre os corintianos, o burburinho também foi grande. Ronaldo, goleiro que mais vezes defendeu o Corinthians, com 602 jogos pelo clube no currículo, aderiu aos elogios rasgados. “O maior da história do Corinthians”, definiu o hoje comentarista, em suas redes sociais.

Cássio preferiu adotar um discurso humilde depois da grande atuação. “Todo o mundo se empenhou. Ganhamos com a ajuda dos meus companheiros, que, lá na frente, marcaram os gols”, comentou o atleta, que não parecia ter dado tanto valor às suas defesas logo após enfrentar o Botafogo. “Na hora, não tive noção do grau de dificuldade”, sorriu.

Cheio de confiança, Cássio terá outro teste pela frente neste fim de semana, contra o São Paulo de Jean. Como o rival está em alta no Campeonato Brasileiro – na segunda posição, almeja desbancar o líder Flamengo na tabela –, ele sabe que tende a ser bastante exigido também no Morumbi.

Diante do São Paulo, contudo, Cássio tem lembranças positivas ainda deste ano, quando defendeu as cobranças de pênalti do prata da casa Liziero e do experiente Diego Souza (de novo ele, o ex-vascaíno que foi sua vítima em um lance emblemático da Libertadores de 2012) nas semifinais do Campeonato Paulista vencido pelo Corinthians.

Jean, por sua vez, disputará apenas o seu primeiro Majestoso. Fã de Rogério Ceni, o goleiro tricolor treina cobranças de falta no dia a dia e, inclusive, já foi requisitado pela torcida em jogos no Morumbi. Oportunidade para, enfim, cair nas graças dos são-paulinos e vingar os seus companheiros em um duelo particular com Cássio.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “O duelo de goleiros: Jean x Cassio

  1. Que esteja inspirado, mas prefiro não vê-lo trabalhando hj,porém se chutarem bolas no gol do SPFC, que o Jean não deixe passar nada.
    Boa sorte Jean.
    Vamos SPFC!!!

  2. A torcida espera que Jean esteja treinando saídas do gol e reposição de bola, fundamentos que o levaram à “geladeira” por deficiência técnica.
    Vamos deixar o Nenê bater as faltas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.