Ney Franco mantém esquema e treina bola parada no São Paulo

No último treino do São Paulo antes da partida contra o Arsenal, que será disputado nesta quinta-feira, no Pacaembu, às 19h15, o técnico Ney Franco deu indícios de que manterá a formação utilizada na vitória contra o Strongest, na última semana. Quando separou os atletas que entrarão em campo dos reservas, o comandante deixou Aloísio no grupo principal e manteve Ganso e Cañete como opções no banco de reserva.

A única ausência será o volante Denilson, que deixou a atividade sentindo lesão. O jogador foi vetado pelo departamento médico e será substituído por Fabrício na partida desta quinta-feira, contra os argentinos.

Com Jadson sempre na cobrança, os titulares ensaiaram cobranças de escanteio num lado do campo principal do CT da Barra Funda. Ney Franco pretende melhorar o desempenho nesse tipo de jogada. Contra o Strongest, por exemplo, nenhum dos gols saiu assim. Por outro lado, a equipe adversária criou boas chances em lances de bola parada.

No início da semana, o treinador havia enfatizado os treinos em campo reduzido, sempre exigindo muito do ataque, que terá de marcar a saída de bola do Arsenal. Ney pediu que o time tenha paciência para tocar a bola, mas não perca a agressividade.

O Tricolor deverá mesmo entrar em campo com Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Cortez; Wellington, Fabrício e Jadson; Aloísio, Osvaldo e Luis Fabiano.

Antes das bolas paradas, os jogadores disputaram o rachão, motivo de piadas e rivalidade entre o grupo. O time sem colete, liderado por Rogério Ceni e Luis Fabiano, normalmente vence as disputas, e mais uma vez se deu melhor. Ganhou por 6 a 3, com direito a gol do Fabuloso, um dos mais brincalhões. A tradicional foto posada dos “campeões” encerrou a atividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*