Ney Franco mantém base, e Lúcio deve seguir no banco do São Paulo

O treino desta sexta-feira no São Paulo mostrou que Ney Franco deve repetir a formação que venceu o São Bernardo no próximo sábado, diante do Bragantino, no Morumbi, às 18h30. Nos trabalhos pela manhã no CT da Barra Funda, o comandante fez um trabalho separado com a mesma base do jogo da quarta-feira.

Com Rogério Ceni, Rodrigo Caio, Edson Silva, Rafael Tolói, Carleto, Ganso, Jadson e Luis Fabiano, o técnico treinou jogadas de bola parada e só escondeu quem serão seus volantes e seu segundo atacante. Lúcio, colocado no banco como forma de punição ao “piti”, como revelou Juvenal Juvêncio, seguirá sentado entre os reservas. A grande dúvida é sobre a volta de Wellington ou não.

Além do volante que volta de suspensão, o comandante poderá optar por usar Maicon, Denílson e até Fabrício. Para fazer companhia a Luis Fabiano, a concorrência fica formada com Wallyson e Aloísio. Isso porque Osvaldo, o titular absoluto, está na seleção brasileira.

A boa notícia para Ney é que Cortez e Rhodolfo voltaram a treinar pelo segundo dia consecutivo após se tratarem de dores no departamento médico. Eles não voltam como titulares, mas já são opções para compor o elenco de convocados, assim como o argentino Cañete.

O São Paulo defende a liderança do Paulistão diante do Bragantino. Com 29 pontos e um jogo a menos, o time está dois pontos à frente do Santos, o vice-líder, e com 11 de folga em relação ao último da zona de classificação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*