Ney Franco evita atrito, mas promete avaliar irritação de Ganso ao sair

O técnico Ney Franco preferiu não aumentar a polêmica com o meia Paulo Henrique Ganso após o empate por 0 a 0 contra o Palmeiras, neste domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. O jogador mostrou irritação ao ser substituído por Jadson logo aos sete minutos do segundo tempo.

Ao deixar o gramado, olhando para o chão, Paulo Henrique disse alguns palavrões. Depois, atirou um copo de água no banco de reservas. Após a partida, o meio-campista avaliou que estava tendo uma boa atuação e disse que respeita a opção do treinador em tirá-lo de campo.

– Eu não sei. Na realidade, estou falando de uma coisa que não vi. Estou falando em cima de informações de vocês (jornalistas). Vou rever o jogo e avaliar. Se tiver um problema de passar do ponto, converso com o atleta e nos acertamos. Temos um jogo importante na quinta-feira, e o resultado tem de estar acima das vaidades – afirmou Ney Franco.

Com atuações apenas regulares, Paulo Henrique Ganso não consegue se firmar como titular, mas vem sendo bastante utilizado pelo treinador ao longo da temporada 2013. Em 15 partidas no ano, entre Paulistão e Taça Libertadores, o jogador participou de 14 – só não entrou contra o Bolívar, em La Paz.

– O Ganso vem demonstrando muito profissionalismo. É um jogador que tem se entregado nos treinamentos e nos jogos vem tentando jogar bem. Em alguns momentos, ele caiu de produção, mas não é só ele. A perspectiva é de lugar por um lugar na equipe. Hoje, teve mais uma oportunidade como titular e fez o papel dele – ressaltou o treinador.

Ney Franco, contudo, não confirmou se o jogador começará a partida contra o Arsenal, quinta-feira, às 22h, na Argentina, pela terceira rodada da fase de grupos do torneio sul-americano.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*