Muricy explica ‘nó tático’ do São Paulo no Audax: time estudou vídeos

muricy

Muricy Ramalho fez com que o elenco do São Paulo estudasse vídeos de diversos jogos do Audax antes da partida desta quarta-feira. O estilo de jogo do time de Osasco, com passes curtos, trocas de posição e formação dinâmica funcionou no primeiro tempo e impressionou, mas tee as falhas expostas a partir do apito inicial. Fruto do estudo dos jogadores são-paulinos, que na noite desta quarta-feira venceram por 4 a 0.

“A gente fez o jogo que a gente sempre faz. Sistema de jogo, ainda mais na altura que eles fazem. Nós treinamos isso taticamente, vimos os ‘tapes’ dos jogos. No último jogo que eles fizeram, contra o Sorocaba,  o Fernando (Diniz, técnico) não escolheu essa estratégia. É uma maneira de jogar, diferente, só que o risco é muito alto. Ainda mais com um goleiro que só tem uma forma de jogar, que é com a perna esquerda. A gente forçou demais para que ele levasse a bola só para um lado”, explicou Muricy Ramalho.
Muricy disse admirar o estilo de jogo, elogiou o colega Fernando Diniz, mas fez ressalvas quanto aos toques curtos ainda na área de defesa. O treinador do São Paulo usou o Barcelona e os times treinados pelo argentino Jorge Sampaoli – hoje na seleção chilena – para dizer que o modelo do ‘tiki-taka’ é mais eficaz se adotado a partir do setor ofensivo. Ainda brincou: “Assusta, mas o Fernando é novo, tem o coração bom ainda, aguenta esses passes no meio da área”.
Nas aulas preparatórias para o jogo, até o atacante Luis Fabiano recebeu função específica para cumprir contra o Audax.
“A bola deles sempre começa no camisa 4, é ele que arma o time, então falei para o Luis que o camisa 4 não poderia jogar”, disse Muricy.
O treinador ainda elogiou o autor dos primeiros dois gols são-paulinos e brincou. Segundo Muricy, Luis Fabiano está mais feliz e demonstra maior comprometimento.
“Acho que o jogador, na experiência que ele tem, tem que ver o que é bom para ele. Nos anos passados, ele viu que não era bom ficar sem treinar. Porque tem contusões, essas coisas todas. Desde que ele voltou, ele não ficou nenhum dia fora do treino. Está mais feliz, não está reclamando. ‘Bife está duro, ovo está mal passado’, tem que estar feliz. Falei isso para ele”, contou o técnico.
Fonte: Uol

Um comentário em “Muricy explica ‘nó tático’ do São Paulo no Audax: time estudou vídeos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*