‘Meu sonho é voltar ao São Paulo’, diz Pintado, hoje técnico do Penapolense

Quando jogou pelo São Paulo, ele conquistou três vezes o Campeonato Paulista, duas a Taças Libertadores e ainda foi campeão do Mundial Interclubes. Hoje, como técnico, comanda o Penapolense, uma das sensações do Paulistão de 2013.

Este é Luís Carlos de Oliveira Preto, mais conhecido como Pintado, ex-volante do Tricolor, que vai reencontrar o antigo clube neste domingo, em sua estreia no comando do time de Penápolis.

O atual treinador, que saiu do Tricolor em 1993, teve passagens por vários clubes até se aposentar em 2003. Logo no ano seguinte, ele iniciou a carreira como técnico de futebol na Internacional de Limeira, quando conquistou seu único título como treinador – a Série A2 do Campeonato Paulista. No ano passado, Pintado enfrentou o time que o projetou no futebol, enquanto comandava o Linense. Na ocasião, o ex-jogador levou a melhor e venceu o São Paulo por 2 a 1.

Formado no clube do Morumbi, Pintado disse ser eternamente grato ao São Paulo e que seu sonho é comandar o Tricolor para retribuir tudo o que recebeu do clube do Morumbi.

– O São Paulo me deu tanta coisa que é impossível não agradecer ou não querer o bem do clube. Tudo o que eu faço, todo o meu trabalho, meus estudos, os sacrifícios, são para um dia estar bem preparado e poder retornar. Meu sonho é voltar ao São Paulo – disse Pintado.

O atleta chegou ao Tricolor em 1984, com apenas 17 anos. Lá assinou o primeiro contrato prossifional. Para ganhar mais experiência, o volante foi emprestado ao Bragantino, clube de sua cidade natal, até que o então técnico são-paulino, Telê Santana, pediu para que Pintado voltasse.

– O São Paulo fez parte da minha criação, tanto profissional, como pessoal. Eu saí de Bragança Paulista e fui com 17 anos para o clube e lá assinei meu primeiro contrato profissional. Em seguida, saí para amadurecer no futebol e foi então que o professor Telê Santana pediu para que eu voltasse – contou Pintado.

O jogador enalteceu a Taça Libertadores de 1992, a primeira conquistada pelo São Paulo, em cima do Newell’s Old Boys, da Argentina. Pintado comentou que, na ocasião, manteve-se dentro de campo mesmo após ter se machucado e ficar sangrando muito.

– O que ficou marcado daquela Libertadores é que eu realmente me entreguei ao time. Na final, eu tive um corte profundo no queixo e perdi muito sangue. Isso ficou marcado pra mim. Posso dizer que dei o sangue pelo São Paulo. Mas na época eu apenas tentei retribuir tudo o que o São Paulo me deu. O São Paulo forneceu todas as condições para aquela equipe de 92, que ganhou a Libertadores e o Mundial, desenvolver o melhor futebol possível – acrescentou.

Daquele grupo campeão, Pintado destacou Rogério Ceni, que já fazia parte do elenco na época e até hoje segue no clube como titular absoluto no gol tricolor.

– O Rogério começou a ser formado junto com aquele time de 92 e hoje é ídolo do São Paulo. Isso só mostra a grandeza do clube. O São Paulo faz nascer esses grandes atletas e, para mim, ter participado dessa criação, vendo o Rogério evoluir e se tornar esse ídolo que é hoje, é motivo de muito orgulho – comentou.

Marcado na história do clube, o atual treinador do Penapolense afirmou que não há dinheiro que pague o “reconhecimento do torcedor”.

– Com humildade, eu faço parte da história deste gigante mundial e isso, para mim, é muito importante. O reconhecimento, respeito e o carinho desse torcedor me deixa muito feliz. Isso vale mais que qualquer dinheiro – completou Pintado.

Base boa”

Recém-chegado ao Penapolense, o treinador pega a equipe na nona colocação do Campeonato Paulista e tem a missão de recuperar a boa forma do time de Penápolis, que chegou a lutar pelas primeiras posições durante a competição deste ano, mas agora está fora da zona de classificação.

– A base que o Penapolense já tem é muito bem feita. É uma equipe que está se estruturando para se manter na primeira divisão. Temos jogadores que estão muito motivados, que têm compromisso com o clube. Temos todos os ingredientes para fazer uma boa competição – finalizou.

Penapolense e São Paulo se enfrentam neste domingo no estádio Tenente Carriço, em Penápolis, às 18h30, pela décima rodada do Paulistão 2013.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*